Reflita. Um quarto gamer, também conhecido como “setup gamer”, é um lugar, por vezes, uma área específica de uma casa/apartamento, à qual será destinada boa parte do seu tempo. Para ser mais exato, entre 8 e 20 horas, de acordo com a Pesquisa Game Brasil 2021.

Diante disso, na hora de saber como montá-lo, você precisa considerar que, antes de pular para a parte boa — geralmente a escolha dos periféricos e decoração —, você precisa garantir uma boa estrutura para o espaço.

 

O que não pode faltar em um quarto gamer?

Imagem de um homem de costas, usando fones de ouvido e jogando em um computador. Imagem de um homem de costas, usando fones de ouvido e jogando em um computador.

1. Garanta um acesso à internet de qualidade

Se você for montar o quarto gamer em algum lugar da casa/apartamento, certifique-se de que o modem da internet esteja por perto, para que você possa utilizá-lo de forma cabeada, com o objetivo de aprimorar a conexão. Afinal, o sinal Wi-Fi, pela sua inconstância, deixa qualquer gamer nervoso — e com razão. 

Entretanto, se o aparelho encontra-se em um lugar distante e não há condições de mudá-lo, há sempre a possibilidade de encarar um momento “Do It Yourself (DIY)”. Ou seja, investir em um cabo de rede ou Ethernet grande, e uma peça popularmente conhecida como “miguelão”, que fixa cabos na parede, e leva-os até o seu PC. 

Outra alternativa é investir em uma quantidade alta de megabytes (sem dispensar o cabo de rede) ou até em dois modems, sendo um destinado ao seu uso e o outro para o uso doméstico — caso houver outros moradores. Em ambos os casos, é importante que a sua internet seja estável e veloz.

E como gamer, você sabe que a fibra ótica, oferecida pela Vivo Fibra, é a única tecnologia possível de garantir essas duas características fundamentais, evitando, assim, que o seu PC fique atrasado em relação ao servidor principal, causando o indesejável, detestável, inconveniente lag.

Imagem de um menino jogando em um computador. Imagem de um menino jogando em um computador.

2. Verifique a existência de tomadas elétricas

Parece bobo, mas é um passo essencial. Antes de começar qualquer decoração, confira se o futuro quarto gamer possui tomadas elétricas. Também é importante testá-las para conferir se estão funcionando e se estão por perto — utilize algum objeto como referência, por exemplo, a mesa que você pretende utilizar.

Isso porque, a médio e longo prazo, a tendência é que você vá ampliando o seu arsenal gamer. Ou seja, vá adquirindo mais periféricos, talvez um segundo monitor gamer 4K e, até mesmo, a última versão do seu console favorito. E para receber todos esses aparelhos, é importante que a estrutura do quarto gamer esteja preparada.

É claro que existem extensões de luz, até mesmo extensões USB, também conhecidas como HUB, mas é sempre bom estar atento(a). Até porque ambas precisam de tomadas para cumprirem seus papéis.

Por fim, essa dica se torna ainda mais importante se você é um(a) gamer que deseja, a médio e/ou longo prazo, realizar streaming ou tornar-se um pro player nos campeonatos de e-sports.

3. Certifique-se de que o espaço é iluminado e ventilado

Ainda na lógica de que você passará um bom tempo no quarto gamer, é importante que ele seja confortável, característica que não está ligada somente a cadeira gamer e, sim, a uma boa iluminação e ventilação. Portanto, considere o seguinte:

Iluminação

Em relação a iluminação, é importante que a sua peça ou espaço seja bem iluminado. Se houver uma fonte de luz natural, provinda de uma janela, melhor ainda. Dessa forma, você já garante a absorção de vitamina D entre uma partida e outra. Só que, neste caso, pense que o monitor não pode ficar de frente, tampouco de lado para a janela. Caso contrário, você não enxergará o visor.

Ventilação

A ventilação do quarto é importante para você, gamer, bem como para os aparelhos que você já possui e vai adquirir conforme o tempo. Ademais, deve estar de acordo com a região do Brasil em que você mora. Se a sua cidade é muito gelada no inverno e muito quente no verão, é importante que você invista em um ar-condicionado que dê conta desses dois extremos.

Contudo, se adquirir um ar-condicionado está fora do seu orçamento, você pode apostar em um ventilador de teto, de parede ou portátil para esfriar-se no calor, e em uma estufa para encarar o frio. O indispensável mesmo é sentir-se confortável. 

Por último, se você mora em uma região que marca temperaturas muito altas com frequência, lembre-se de que a ventilação, seja através do ar-condicionado ou ventilador, serve para manter o bom desempenho dos eletrônicos, evitando que eles superaqueçam e estraguem com o tempo.

Imagem de uma pessoa jogando em um computador de mesa. Imagem de uma pessoa jogando em um computador de mesa.

4. Monte ou adquira um PC gamer

É importante lembrar que em um quarto gamer, o computador precisa acompanhar as exigências técnicas dos jogos, logo, não estamos falando de uma configuração doméstica. Ou seja, você vai precisar adquirir um PC gamer ou montá-lo. Para tanto, separamos algumas dicas. 

Além disso, se você for seguir para o caminho do streaming, comece a trabalhar a ideia de investir em dois, até três monitores; um gamer para jogar, outro para controlar o stream e um mais simples, apenas para ler os comentários e interagir com o público.

5. Invista em uma boa cadeira

Chegou a hora de falar do símbolo máximo de conforto para pessoas que passam muito tempo em frente ao computador: a cadeira. No caso, cadeiras gamers, que apresentam mais durabilidade, fabricadas especialmente para um público exigente, que sabe muito bem diferenciar um produto de qualidade de um enganoso.  

Se você ainda não possui a sua cadeira gamer, abra a mão e invista em um bom produto. Tenha em mente que é ela que vai proteger seu corpo de dores e lesões. Portanto, priorize os seguintes pontos: 

  •  Braços: opte por uma cadeira com encosto para os braços ajustáveis. As cadeiras com encostos fixos vão deixar você desconfortável, uma vez que não será possível relaxar o pescoço e os ombros;

  • Assento: é importante que suas coxas fiquem dentro do assento e que sobre um espaço de, no mínimo, dois dedos, entre as laterais de suas pernas e a estrutura que sustenta o apoio dos braços;

  • Ajuste de altura: isso é fundamental para que você consiga deixar os pés totalmente no chão e os joelhos em um ângulo de 90 graus, mesmo sabendo que quando a partida se intensifica, você acaba colocando os pés em cima do assento.

Além disso, cores vivas são uma particularidade de cadeiras gamers. Logo, lembre-se de que ela deve combinar com o setup gamer. Ou seja, se você é mais discreto(a) e prevê um espaço com cores sóbrias — uma mesa industrial, bem como um teclado preto apenas com uma retroiluminação branca —, uma cadeira preta pode ser uma boa escolha.

Porém, se você está pensando em algo mais extravagante, até mesmo em cores temáticas, com periféricos RGB e um gabinete transparente e colorido, lembre-se de escolher uma cadeira com muitas cores ou uma combinação específica para combinar (ou não) com o ambiente.

Precisa de mais informações antes de adquirir uma cadeira gamer? Veja dicas de quais comprar, como escolher, limpar e montar.

Imagem de vários periféricos para computador: mouse, fone de ouvido, teclado, controle de video game Imagem de vários periféricos para computador: mouse, fone de ouvido, teclado, controle de video game

6. Garanta bons periféricos

Uma cadeira gamer não deixa de ser um periférico e, assim como ela, é importante que você se preocupe com a qualidade, para além do conforto, visar o seu gênero de jogo favorito. 

Tratando-se de mouse, por exemplo, na hora de pesquisar, descubra quantos botões o modelo possui; se é ergonômico; quantos DPI oferece e se a conexão é via USB ou cabo. Já no caso do mousepad, opte por um modelo grande, para extrair o melhor do mouse e conseguir um campo de atuação maior do que o convencional.  

Um bom headset também é essencial, não somente para isolar ou não o som, mas para fugir de modelos que, de tão desconfortáveis, geram dores na cabeça e na região das orelhas. No que refere-se ao teclado, considere um modelo mecânico Ten Key Less (TKL) para garantir durabilidade, agilidade e espaço na mesa.

Passando de itens básicos que qualquer jogador(a) necessita para executar uma boa partida no PC, para uma pessoa que almeja tornar-se um streamer, ainda é preciso investir em outros periféricos, como:

  • Microfone condensador (para ambientes silenciosos) ou dinâmico (para ambientes mais barulhentos);

  • Braço articulado para apoiar o microfone;

  • Webcam de alta qualidade, como o modelo C920 Pro da Logitech;

  • Iluminador Led, quadrado ou circular, para passar a percepção de um conteúdo mais profissional.

7. Complete o decór como quiser

Depois de passar pelo mais difícil, chegou a hora de completar a decoração do quarto gamer. Papéis de parede, roupas de cama temáticas, almofadas personalizadas, pôsteres, quadros e miniaturas colecionáveis dos personagens de jogos. Todos esses itens podem virar peças de decoração no seu quarto. Solte a criatividade e espalhe referências gamers pelo ambiente.

Se você gostar de cores, aproveite que as luzes coloridas fazem parte do universo gamer e, para um efeito ainda maior, posicione uma luminária temática perto do seu PC gamer e use fitas em LED coloridas em alguns pontos, como embaixo da mesa e nas estantes. Você também pode usar a luz negra ou a luz de néon.

Ilustração de um setup gamer com três monitores, teclado, fone de ouvido, cadeira gamer e mouse. Ilustração de um setup gamer com três monitores, teclado, fone de ouvido, cadeira gamer e mouse.

Como fazer um setup gamer barato no meu quarto?

Por conta do que os economistas referem-se ao “custo Brasil”, produtos tecnológicos possuem preços inacessíveis, o que torna montar um quarto gamer, por exemplo, uma missão quase impossível para mais da metade da população brasileira. 

E há inúmeras razões para que os preços sejam tão elevados. A infraestrutura precária é uma delas, bem como o famoso imposto que, para se ter ideia, há 10 anos, cerca de 40% do valor final de um produto industrializado era abocanhado pelo governo. 

No início de 2021, a situação ficou menos pior quando o governo anunciou uma redução de 10% no Imposto de Importação sobre bens de capital (BK) e de informática e telecomunicações (BIT), conforme nota do governo do Brasil

Entretanto, o cenário continua difícil. De qualquer maneira, se você deseja fazer um setup gamer barato no seu quarto, aqui vão algumas dicas:

  • Compare preços: quando você encontrar o produto que deseja, coloque-o em sites que comparam preços, como Zoom, Buscapé ou Google Shopping, para descobrir qual é a loja que está disponibilizando a mercadoria com o valor mais acessível;

  • Opte por frete grátis: caso você for comprar online, dê prioridade para lojas que disponibilizam frete grátis. Afinal, com esse benefício, o produto sairá muito mais em conta;

  • Confira as formas de pagamento: na maioria das vezes, a única forma de adquirir algo, principalmente com um preço mais elevado, é através da quantidade de vezes, sem juros, em que o valor final pode ser quitado. Portanto, fique ligado(a);

  • Espere a última versão do hardware chegar ao mercado: tratando-se especificamente de hardwares, como placa de vídeo ou HD/SSD, tenha um pouco de paciência e espere o fabricante lançar a última versão no mercado para adquirir a anterior. Assim, você acaba com um produto de qualidade, por um preço relativamente em conta;

  • Leia as avaliações: dedique parte do seu tempo para ler as avaliações de pessoas que já adquiriram a mesma mercadoria. Se o produto ainda não possui nenhuma ou se só houverem elogios, desconfie;

  • Lembre-se: por fim, não esqueça de que o valor do produto não é sinônimo de qualidade, principalmente tratando-se do mercado para gamers. Afinal, os fabricantes adoram colocar nomes difíceis em funcionalidades extremamente básicas somente para poder elevar o preço.

Imagem de uma mulher jogando em um computador e usando fones de ouvido. Imagem de uma mulher jogando em um computador e usando fones de ouvido.

Como montar um quarto gamer feminino?

A resposta mais rápida para essa pergunta é: não existe como montar um quarto gamer feminino, desista! Há, contudo, como montar um quarto gamer e algumas dicas estão descritas acima. Afinal, o hábito de jogar não é uma questão de sexo e/ou gênero, assim como a indústria de videogames não deveria sustentar essa distinção.

No entanto, essa não é a realidade, o que torna a problematização inevitável. Mesmo as mulheres sendo maioria nos jogos digitais, de acordo com dados da Pesquisa Game Brasil (PGB), elas seguem sofrendo preconceito e assédio. 

“Todas as atletas e ex-atletas de e-sports ouvidas pela Jovem Pan têm pelo menos uma história de agressão verbal sofrida durante partidas ou dentro do ambiente dos jogos”, descreve a jornalista, Lorena Barro, à Jovem Pan..

Comunidade LGBTQIA+

Para pessoas LGBTQIA+, o cenário é igualmente violento, o que indica que comunidades de gamers reproduzem questões machistas e LGBTQIA+fóbicas presentes na sociedade. Em outras palavras, é o preconceito transferido para plataformas de streaming e jogos digitais. 

 "Sabe quando você acorda e sabe que tem que escovar os dentes? Eu acordo todo dia sabendo que eu preciso ler algum xingamento ou ameaça que alguém me mandou", desabafa a streamer e pro player de League of Legends (LoL), Bryanna Nasck, trans e não-binária. A entrevista foi concedida ao portal iG.

Sendo assim, para montar um quarto gamer feminino, masculino, não-binário, trans, assexual, intersexual, basta ser uma pessoa, gostar de jogar videogame e seguir as dicas acima citadas.

Are you ready? É chegada a hora. Boa sorte!

Leia também: