Com o crescimento exponencial da indústria de videogames, empresas de tecnologia começaram a desenvolver monitores para o público gamer; verdadeiras obras-primas que enchem os olhos até de quem não se considera jogador(a) ou nunca jogou.

Inclusive, é nesse contexto que o monitor gamer 4K — também referido como monitor Ultra High Definition (UHD) — ganhou notoriedade, sucedendo o QHD (1440p) e, por consequência, o Full HD (1080p). E a essa altura você pode estar pensando que é hora de atualizar seu equipamento com o melhor que há no mercado.

No entanto, respire fundo quantas vezes for preciso e, antes de tomar qualquer decisão, leia abaixo alguns pontos importantes na hora de selecionar um bom monitor.

Como escolher o melhor monitor gamer 4K

Imagem de um homem jogando em um pc gamer.

Placa de vídeo versus resolução do monitor

Seguindo a lógica universal de que a notícia chata deve ser dada primeiro, repense em investir em um monitor gamer 4K se você joga em um PC que não possui uma placa de vídeo boa o suficiente para segurar uma imagem com mais de dois milhões de pixels. Melhor dizendo, quatro vezes superior a um monitor com resolução HD.
 
Afinal, é o processador gráfico que carrega a responsabilidade de transmitir as imagens da máquina para a tela. Ademais, o monitor em 4K (UHD), para quem joga horas a fio ou almeja tornar-se um pro player de e-sports, deve ser compreendido como uma das diversas peças que compõem um setup gamer — e isso inclui uma internet de qualidade, como a Vivo Fibra.
 
No entanto, isso não significa que com um hardware incompatível com uma resolução 4K, você não notará diferença; ela é naturalmente superior aos seus antecessores HD, Full HD e QHD. O único inconveniente é que você não poderá aproveitar ao máximo o que a tecnologia oferece: melhor clareza e nitidez de imagem, além de outras tecnologias que serão notadas rapidamente por gamers.

Monitor Gamer 4K e suas principais tecnologias

Agora que já atravessamos a notícia chata, está na hora de entender o potencial tecnológico por trás de monitor com resolução 4K, tanto para quem joga no computador quanto para os adeptos ao videogame. Ou seja, vamos esclarecer informações que você deve saber na hora de adquirir um monitor 4K.

Até mesmo porque a Sony e a Microsoft, na hora de desenvolver suas novas gerações de consoles, demonstraram grande preocupação em entregar bons produtos aos que forem jogar títulos em 4K, como a série Assassin's Creed ou a franquia exclusiva da Sony, The Last of Us.

Imagem de um homem jogando em um pc gamer.

Alta taxa de atualização

A taxa de atualização, medida em Hertz (Hz), é o número de vezes que o monitor é atualizado com novas imagens a cada segundo e o tempo entre essas atualizações é medido em milissegundos (ms) — assunto do tópico abaixo.

Ou seja, falar que um monitor possui 60 Hz é o mesmo que falar que a tela é atualizada 60 vezes por segundo. À vista disso, quanto maior for a taxa de atualização, mais suave será a imagem. Inclusive, é por esse motivo que monitores projetados para jogos divulgam altas taxas de atualização, como 144 Hz e até 240 Hz — um grande passo para uma tela popular que possui 60 Hz.

Entretanto, você precisa ser cauteloso(a) ao investir em um monitor gamer 4K com uma taxa de atualização alta, principalmente devido ao que falamos no início do texto: os hardwares, como CPU e GPU, precisam ser potentes o suficiente para processarem as informações de forma rápida e criarem gráficos na tela.

“Se o seu monitor possui uma taxa de atualização de 144 Hz, mas a GPU está fornecendo apenas 30 quadros por segundo, essa taxa de atualização mais alta não está sendo utilizada”, explica o site oficial da Intel.

Tempo de resposta curto

Resumidamente, o tempo de resposta de um monitor, medido em milissegundos (ms), refere-se à velocidade que um pixel leva para variar de preto para branco ou para alternar uma imagem de cinza para o cinza novamente.

Como durante uma transmissão, a sequência de cores é alterada constantemente, quanto mais curto o tempo de resposta entre essas alterações, menores são as chances de você se deparar com “borrões” (efeito ghost ou ghosting) na imagem enquanto joga.

Captura de tela de um jogo, evidenciando o "ghosting" na imagem.

Um bom monitor gamer 4K, com tecnologia twisted nematic (TN), possui um milissegundo de tempo de resposta, o que garante suavidade e o mais importante: a nitidez da imagem. Já um monitor com tecnologia in-plane switching (IPS) suporta até quatro milissegundos — modelo mais comum do mercado.

Com a tecnologia twisted nematic (TN) você, como jogador(a), conseguirá ver o que está acontecendo no jogo sem efeitos indesejáveis e tornará a sua jogabilidade muito mais precisa. Essa característica é extremamente importante para quem gosta de jogos de corrida, tiro ou MOBAs (multiplayer online battle arena).

Tamanho da tela

O tamanho da tela, medida em polegadas, é uma escolha pessoal e pode ser ultrawide, curva ou plana. Em princípio, as duas primeiras opções aumentariam a imersão do(a) jogador(a) durante uma partida. No entanto, podem incomodar outros(as) gamers justamente pelo mesmo motivo, causando certo desconforto.
 
Isto é, não há regras. Portanto, tenha em mente apenas que, para aproveitar os mais de dois milhões de pixels que o Ultra High Definition (UHD) disponibiliza, é importante optar por displays entre 21 a 32 polegadas, como o monitor gamer 4K plano UJ590 da Samsung.
Imagem de um monitor Samsung 4K.

Freesync ou G-sync

Tanto Freesync quanto G-sync são tecnologias destinadas a pessoas que jogam através de monitores. Ou seja, foram desenvolvidas pensando no público gamer. Elas possuem a mesma função, que explicaremos abaixo, e apenas se diferem pela placa de vídeo utilizada no computador. Enquanto a Freesync é uma tecnologia da AMD, a G-sync é da GeForce, placa de vídeo desenvolvida pela NVIDIA.
 
Em relação à funcionalidade, se o seu computador possui, por exemplo, uma placa de vídeo da AMD, você pode ativar o Freesync para que, desta forma, o monitor trabalhe com a placa para se adaptar à taxa de atualização (refresh rate) da tela, evitando o temido screen tearing, também chamado de “rasgo de tela”. Ou seja, quando metade de um frame fica em cima da tela e a outra na parte de baixo.
Captura de tela de um jogo, evidenciando o "rasgo de tela" na imagem.

Portanto, na hora de escolher um monitor gamer 4K, veja se ele é compatível com a sua placa de vídeo. E saiba que há monitores que são compatíveis com as duas tecnologias. 

Vale a pena investir em um monitor gamer 4K?

Se você compreendeu, depois deste texto, que um monitor gamer 4K é somente uma parte de um setup gamer potente, sim, vale a pena investir. No entanto, não se esqueça de que você precisa de outros acessórios para que a tecnologia funcione com excelência, como CPU e GPU de qualidade.

Além disso, esteja consciente que alinhar tudo o que você deseja em relação à taxa de atualização, tempo de resposta e tamanho de tela não será tarefa fácil. Um exemplo disso é o modelo 27GN950-B da LG UltraGear, eleito o melhor monitor gamer 4K de 2021 pelo site PC Gamer.

Além de uma tela de 27 polegadas, o monitor possui compatibilidade com G-Sync e FreeSync, um tempo de resposta de 1 milissegundo e uma taxa de atualização de 144 Hz. Um sonho, não é mesmo? Só há um detalhe: custa mais de R$ 7 mil.

Conclusão

Se você adora jogos em mundo aberto, repleto de detalhes, como The Witcher 3: Wild Hunt, Fallout 3 ou The Legend of Zelda: Breath of the Wild, considere um monitor 4K, mas não se apegue muito ao tempo de resposta — que provavelmente será de 4 ms — e à alta taxa de atualização.

No entanto, se você é um jogador de esportes eletrônicos, como League of Legends, Dota 2 e Counter-Strike, dê preferência ao tempo de resposta curto e taxa de atualização ao invés da resolução, ok? 

Até a próxima!

Leia também: