Vantagens da Automação Residencial

Fazer uma automação residencial e ter uma casa conectada é algo que vem se popularizando nos últimos anos. Isso porque ficou muito mais fácil ter dispositivos que se conectam à internet e facilitam o nosso dia a dia.

Depois que os principais assistentes virtuais começaram a falar português, com a chegada do Amazon Echo e do Nest Mini, do Google, no Brasil, o cenário ficou muito interessante.

Abaixo, você vai descobrir tudo sobre a automação residencial e como deixar o seu lar mais moderno do que nunca.

Imagem de idosa usando Alexa

Casa conectada x casa inteligente

Para começar a falar de automação residencial e casa conectada, também é importante falar de casa inteligente, pois uma casa inteligente é uma casa conectada, mas não necessariamente o inverso

Uma casa inteligente, por exemplo, precisa de uma pré-configuração. Ou seja, uma central que controle tudo e tenha as suas rotinas criadas.

Com um assistente virtual como a Alexa ou o Google Assistente, por exemplo, você precisa usar o “Rotinas” no seu aparelho Android. Se você tiver um iPhone, o aplicativo “Casa” vai ser o local para configurar as “cenas” do seu dia a dia.

Na prática, é assim: você pode configurar que, durante a semana, às 18h, as luzes da sala liguem, o ar-condicionado no quarto comece a gelar e uma música calma comece a tocar.

Já a automação residencial permite controlar dispositivos a distância, seja por aplicativos dos produtos ou os integrando com assistentes virtuais. Com um iPhone, celular Android, Echo ou Nest em casa, já dá para começar a conectar os diversos aparelhos.

Leia mais

No detalhe: o que faz uma casa ser inteligente?

A IoT (Internet das Coisas) é a base das casas conectadas. Trata-se de dispositivos que utilizam redes sem fio para a troca de dados com a internet e conexão com outros aparelhos. Esses dispositivos podem ser controlados e monitorados, em tempo real e de qualquer lugar, com a ajuda de aparelhos e aplicativos em smartphones. 

Imagem de pessoa usando o smartphone

Automação Residencial: primeiros passos para automatizar sua casa

Como você viu acima, é uma diferença sutil entre casa conectada e casa inteligente, mas o importante mesmo é trazer facilidade para a sua rotina.

Antes de mais nada, você precisa definir onde vai configurar os dispositivos: é pelo iPhone? É com o Google Assistente? Com a Alexa, no Amazon Echo? Isso é importante, porque nem todos os dispositivos se integram um com o outro.

Então, se você quiser usar o iPhone como central da casa, por exemplo, os aparelhos que você escolher precisam ser compatíveis com o HomeKit da Apple. Cada fabricante tem os seus parceiros.

Já se você quiser usar um celular Samsung, um Amazon Echo ou Google Nest, pode ser que outros dispositivos funcionem melhor, de maneira mais integrada. Ou seja, além de escolher a assistente pessoal preferida, vale a pena procurar o valor e a utilidade dos periféricos que ficarão conectados à sua rede.

Isso quer dizer que você não pode ter um ou outro dispositivo que funciona fora do ecossistema? Claro que não! Afinal, todos os fabricantes contam com aplicativos próprios, mas que é mais legal juntar tudo, isso sim.

Smart home: conheça os apps de automação residencial

Para controlar a casa conectada, você pode usar apps no smartphone. Confira alguns aplicativos de automação residencial que são completos!

SmartThings

Disponível para Android e iOS 

O app SmartThings conecta os dispositivos da marca Samsung de forma que eles possam funcionar juntos e deixar a sua casa ainda mais inteligente. Com ele, é possível controlar a distância vários objetos, como lâmpadas, ventiladores, travas e sensores.

HI by Geonav

Disponível para iOS e Android

Com o app da Geonav Home Intelligence, você controla seus dispositivos domésticos de qualquer lugar e simultaneamente. Com ele, também é possível criar horários para fazer as funções que você quiser.

Positivo Casa Inteligente

Disponível para Android e iOS

O aplicativo foi desenvolvido para que você possa se comunicar com a sua casa sempre que quiser e de qualquer lugar, pelo seu smartphone. 

Xiaomi Mi Home

Disponível para Android e iOS

O aplicativo é bastante intuitivo e permite a comunicação e o gerenciamento dos dispositivos ligados à rede de forma fácil.

Encontre toda a linha inteligente aqui

Esses são só alguns dos diversos gadgets que se conectam à sua residência. Compilamos uma lista completa, explicando cada item no artigo Gadgets, eletrodomésticos e assistentes virtuais para conectar sua casa.

Leia também: Casa Inteligente - os melhores produtos de Casa Inteligente | Loja Vivo

De qualquer jeito, vale ressaltar dois dispositivos que são bem interessantes para começar a sua casa conectada, que são as lâmpadas smart e a tomada inteligente. Além de serem os itens mais baratos, eles dão mais rápido uma sensação de que as coisas se interligam.

Lâmpada smart

Imagem de lâmpada inteligente

A lâmpada inteligente se conecta à internet e é controlada por aplicativo através do celular ou tablet. Ela permite que você apague e acenda luzes em um cômodo, mesmo fora de casa.

Alguns modelos permitem que você troque a cor da lâmpada, a intensidade do brilho e até configurar um timer para acender ou apagar as luzes.

A grande vantagem desse produto é a redução do consumo de energia porque, ao acender por Wi-Fi, elas realmente só estão funcionando quando você precisa.

Tomada inteligente

Imagem de tomada inteligente

A tomada inteligente é outro item indispensável, porque transforma o que estiver conectado a ela em acessórios conectados à internet.

Imagina as luzes de Natal. Com um smart plug, como essas tomadas também são chamadas, você pode definir a hora de elas ligarem e desligarem. O mesmo pode valer para um ventilador de chão, uma cafeteira, etc.

Leia também: Não perca mais tempo e confira alguns acessórios para montar a sua casa conectada

Segurança em primeiro lugar!

Imagem de itens de segurança

Depois de conectar tomadas e lâmpadas, outro ponto importante da casa conectada é a possibilidade de adotar mais medidas de segurança. Mais do que fazer uma brincadeira pedindo para a Alexa imitar um cachorro bravo, é possível fazer com que ela funcione com câmeras de segurança, campainha conectada e até fechaduras eletrônicas.

Por exemplo, imagina que você fica fora de casa das 9h às 18h. Com uma câmera inteligente, você pode pedir para a assistente te avisar caso alguém entre na sua casa nesse período. Ou seja, é uma maneira de garantir que os seus bens estejam protegidos.

Câmera de segurança

Imagem de câmeras de segurança

As câmeras de segurança podem gravar os ambientes, sejam eles internos ou externos, e enviar imagens em tempo real para o celular ou tablet.

Alguns modelos contam com visualização noturna com infravermelho e até caixa de som para enviar um áudio do seu smartphone para o local vigiado. Também é possível controlar a rotação das filmadoras ou fazer com que elas ativem apenas quando houver movimentação, economizando no armazenamento de dados desnecessários.

Campainha conectada

Imagem de campainha conectada

Olho mágico é coisa do passado, agora a moda é campainha conectada. Com ela conectada à internet, você recebe uma notificação toda vez que alguém estiver à sua porta.

Também existem modelos que funcionam igual à portaria digital de alguns prédios, que você pode ver quem está te chamando. Após receber a notificação, você decide se a aceita ou não. É possível falar com a pessoa e até abrir a porta, independente de onde você estiver.

Fechadura digital

Imagem de fechadura eletrônica

 

Outro acessório que vai ser útil na sua casa conectada é a fechadura digital. Existem diversos modelos que podem desbloquear com senha, digital, uma tag por aproximação ou, claro, com o celular ou assistente pessoal.

Dependendo da fechadura digital, você pode desbloquear a porta de casa com apenas um clique ou permitir que um dispositivo específico abra a porta para um amigo ou um funcionário.

As fechaduras digitais são resistentes e podem funcionar com bateria ou pilha e costumam ser bastante econômicas.

 

Automatização residencial com o Android

Agora que você sabe sobre os diversos gadgets, vale entender como configurar esses dispositivos inteligentes no aplicativo Google Home para usar na sua casa. Cada produto tem um passo a passo ligeiramente diferente, mas a ideia é sempre essa:

• Antes de tudo, configure um alto-falante ou uma tela Google Nest ou Home;

• Configure os dispositivos da casa inteligente seguindo os passos fornecidos pelo fabricante.

• Depois que você fizer isso a primeira vez, basta seguir sempre os próximos passos:

• Abra o app “Google Home”;

• No canto superior esquerdo, toque em Adicionar > Configurar dispositivo > Compatíveis com o Google;

• Selecione o fabricante do dispositivo na lista;

• Siga as etapas no app para concluir a configuração.

Pronto, agora o seu dispositivo foi devidamente adicionado. 

Ah, não se esqueça de criar “Rotinas” com vários acessórios combinados. Aí é só aproveitar!

 

Automação residencial com o iPhone

Para adicionar acessórios no iPhone, é preciso usar o aplicativo Casa.

• Abra o app Casa e toque em “Adicionar Acessório” ou em “+”;

• Use a câmera do iPhone para escanear o código de oito dígitos do HomeKit ou o código QR no acessório ou no manual dele. Se você tiver um iPhone 7 ou posterior, segure o iPhone perto do acessório para adicioná-lo;

• Toque no acessório quando ele for adicionado. Se a mensagem “Adicionar Acessório à Rede?” for exibida, toque em “Permitir”;

• Dê um nome ao acessório e atribua-o a um cômodo para poder identificá-lo no app Casa e controlá-lo com a Siri.

A Apple também dá algumas dicas de como aproveitar a Siri ao máximo para gerenciar a sua casa. Dependendo do que você conectar a ela, tente dizer essas frases sempre com “E aí, Siri” primeiro:

• Acender as luzes;

• Ajustar a temperatura para 20 graus;

• Mudar a iluminação para azul no quarto;

• Desligar as luzes do andar de baixo;

•  Começar a aquecer o andar de cima;

• A porta da garagem está aberta?

• As luzes estão acesas no andar de baixo?

Caso você defina uma cena, é possível dizer coisas como:

• Boa noite;

• Estou em casa;

• Ajustar minha cena de leitura.

Isso faz com que a assistente controle vários acessórios ao mesmo tempo como, por exemplo:

Ao dizer “boa noite”, a Siri pode apagar as luzes do quarto, aumentar a temperatura do ar-condicionado e ativar a câmera de segurança da área externa da sua casa.

Com a opção “estou em casa”, ela pode desligar os alarmes, acender as luzes e colocar uma música.

Demais, não acha?

Essas são apenas dicas, mas o legal é que você pode definir como as suas cenas vão se chamar e o que elas ativarão. Caso precise de ajuda, o próprio aplicativo Casa te dá diversas sugestões.

Conexão de alta velocidade para a sua casa

Imagem de tablet

Agora, para ter a casa automatizada tem uma coisa que não pode faltar de jeito nenhum: uma boa conexão. A internet Vivo Fibra, por exemplo, oferece maior velocidade de transmissão de dados, maior estabilidade de sinal e menos quedas de transmissão do que as outras tecnologias.

Isso vai garantir uma conexão eficiente ao usar vários dispositivos ao mesmo tempo. Veja outros benefícios:

• Maior desempenho para jogar, assistir a séries e filmes;

• Mais velocidade para download e upload;

• Mais estabilidade ao acessar a internet de vários dispositivos simultaneamente.

Além disso, a Vivo é a única empresa que conta com o Smart Wi-Fi. Clientes podem controlar a rede wireless da casa por meio de um aplicativo. O app funciona com o roteador Vivo Smart Wi-Fi, dos fabricantes Mtrastar e Askey, que é instalado pela operadora. Veja o que ele pode fazer:

• Medir a velocidade da rede;

• Otimizar a velocidade de conexão do Wi-Fi;

• Dizer quem está conectado à rede;

• Bloquear e desbloquear dispositivos;

• Mudar o nome e a senha do Wi-Fi.

Essas funções são importantes para que os dispositivos certos estejam utilizando da melhor maneira a internet. Por exemplo, com o Smart Wi-Fi, ele pode priorizar a transmissão 4K na TV e uma partida ao vivo no videogame, enquanto envia menos dados para quem estiver apenas no WhatsApp.

Com o bloqueio e desbloqueio de dispositivos, também é uma maneira dos pais controlarem o horário de internet dos filhos em determinados aparelhos.

Agora que você já sabe tudo sobre casa conectada e como é importante ter uma boa conexão de internet, confira os planos da Vivo para ter a melhor experiência de fibra ótica e manter todos os seus acessórios sempre online.

Quer saber mais? Então, acesse Casa inteligente: como escolher a internet ideal?

 Até a próxima! 

Leia também