Todo mundo gosta de comprar com bons descontos, não é mesmo? Por isso, de uns anos para cá, a Black Friday se tornou um grande sucesso. No entanto, para aproveitar esse período de ofertas, é preciso tomar vários cuidados para não cair em fraudes. 

Em 2019, por exemplo, calcula-se que mais de 45 mil pessoas foram afetadas por um golpe de phishing, que é quando os cibercriminosos utilizam sites falsos com visual e linguagem similares aos originais para “pescar” os dados pessoais e de pagamento dos clientes. 

Diante disso, como fazer uma compra segura? Se você tem essa dúvida, então, se junte a nós e veja, neste artigo, como aproveitar a Black Friday online com segurança.  

Ilustração 3D de um cadeado, um escudo, uma chave e uma tela de login.

O que é uma compra segura?

Sabe quando você entra em uma loja no centro da cidade e fica de olho para ter a certeza de que ninguém naquele local vai furtar sua bolsa ou carteira? Pois bem, a compra segura online é parecida com isso. 

Isso significa que a compra digital segura deve contar com vários padrões para garantir que você esteja em um site confiável e não seja atraído por situações fraudulentas. 

Portanto, é a segurança de cadastrar seus dados pessoais e financeiros para realizar alguma compra online, sem se preocupar que tais informações sejam usadas de maneira ilícita. 

Por exemplo, no link da Loja da Vivo, você percebe que tem um cadeado ao lado da URL do site. Esse é o primeiro indicativo de que você está navegando em um site seguro

Além disso, a página segura sempre conta com o padrão “https”, que é um certificado de segurança que atesta a conexão segura.

LEIA MAIS:

Como eu vejo que o site é seguro?

Basicamente, são três ações para verificar se um site é ou não seguro. Olha só: 

  • Cadeado ao lado do link: mostra que as informações do seu computador para o site são feitas de maneira segura. Ou seja, só você sabe o que está fazendo naquele momento, sem chance de alguém interceptar seus dados;

  • HTTPS: antes do “www” de um link, procure o HTTP. Se ele tiver um S no final, isso quer dizer que ele é mais seguro, já que conta com o Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro. É mais uma maneira de garantir que o site é verdadeiro;

  • Confira canais oficiais: na dúvida de que o site é verdadeiro? Procure nas redes sociais ou demais canais oficiais qual é o link correto da loja em que vai fazer compras.

Ilustração de um cadeado azul.

Onde pesquisar se o site é confiável?

Vai acessar um site e está com dúvidas sobre a confiabilidade dele? Então, o primeiro passo é procurar a marca nas redes sociais

Outro caminho seguro, principalmente para lojas ou e-commerce que você nunca ouviu falar, é procurar no site Reclame Aqui

Lá é possível encontrar relatos sobre a experiência de outros consumidores, verificar os problemas mais recorrentes e atestar se o site é confiável ou não. 

Olhar os sites que fazem monitoramento de preço é outra dica. Até porque esses canais costumam trazer comparativos apenas de links confiáveis

Como exemplo, podemos citar o Buscapé e Zoom. Ao acessá-los, basta colocar o produto desejado e acompanhar o valor entre as diversas lojas. Além disso, dá para acessar uma linha do tempo com os maiores e menores preços do item ao longo dos meses, semanas e dias. Demais, né?

Dicas de segurança para fazer uma compra segura pela internet

Com o crescimento da Black Friday no Brasil, também cresceram os números de fraude. Mas não precisa se preocupar, tá? É só seguir essas dicas aqui para garantir compras seguras e sem dor de cabeça. Vamos lá? 

Imagem de um homem digitando o número do cartão de crédito no celular.

Use cartão virtual

A maioria dos bancos conta com cartão de crédito virtual. Esse tipo de cartão é ideal para compras online, porque ele pode expirar em 48 horas. 

Ou seja, você gera um número de cartão aleatório, faz a compra segura, evita que alguém possa pegar as suas informações futuramente e mantém o seu cartão de crédito protegido de fraudes.

Desconfie de valores muito baixos

Sabe o ditado de que santo desconfia quando a esmola é grande? Pois é, o mesmo vale para compras online. Além de ser preciso ficar de olho se a loja que vende o produto é conhecida, garanta que o preço dele não é completamente discrepante. 

Se um produto que custa normalmente R$ 100 estiver custando R$ 10, é provável que seja uma fraude.

Imagem de uma mulher frustrada em frente ao notebook segurando uma conta.

A pressa é inimiga da perfeição

Seguindo a dica anterior, tome cuidado com sites que oferecem promoções relâmpago que acabam em segundos. 

Geralmente, essa é uma maneira de fazer com que o consumidor compre sem pensar e acabe caindo em golpes. 

Sem tempo de ver se o site é verídico, você pode ir pelo preço super em conta e cair, sem querer, em um esquema fraudulento. Portanto, use o seu tempo sabiamente.

Compre em lojas conhecidas

Por mais que ter um ótimo desconto seja importante, às vezes, a conveniência de comprar em uma loja conhecida pode evitar dores de cabeça futuras. 

Seja pelo serviço de pós-venda, arrependimento após uma compra ou até por já conhecer a qualidade do local. 

Pelo sim, pelo não, dê uma olhada anteriormente nas lojas que você já conhece e confia, antes de pular para um comércio online desconhecido.

Imagem de uma mulher fazendo compras na Black Friday pelo notebook.

Verifique a autenticidade do site

Cuidado com promoções e links recebidos por e-mail ou SMS e te redirecionam para a loja. Ainda mais se você nunca comprou ou se cadastrou naquele comércio. 

Veja se letras como “i” e “o” não foram substituídas por ‘1” ou “0”. Também, veja se não está faltando uma letra no endereço. 

Na dúvida, não clique! Até porque os cibercriminosos usam muito esse tipo de tática. Acesse um canal oficial da loja e, de lá, entre no link, ok? 

Cuidado com o boleto

Além de promoções, alguns cibercriminosos encaminham, por e-mail ou SMS, um boleto como uma condicionante para acessar um produto com um preço muito baixo ou, até mesmo, alegando que se trata de uma dívida.

Nunca clique nesse tipo de link. Se receber algo assim, desconfie. Nesses casos, antes de fazer qualquer pagamento ou passar qualquer dado, entre em contato com os canais de atendimento oficiais do estabelecimento para confirmar a ação. 

Viu como é fácil fazer uma compra segura? Basta ter calma, pesquisar bem e ficar de olho naquelas lojas já conhecidas. 

Agora que você já sabe o que fazer para ter segurança digital, aproveite-as bem e boas compras!

Até breve! 

LEIA TAMBÉM: