Seja para trabalhar ou na hora do lazer, os meios digitais fazem cada vez mais parte do nosso cotidiano. Com o uso da tecnologia, conseguimos conversar com pessoas distantes, enviar arquivos, assistir filmes e séries, entre outras tarefas. Porém, é preciso conhecer os tipos de internet disponíveis, para que você consiga escolher a que melhor atende às suas necessidades.

Por isso, criamos um conteúdo detalhado sobre as principais tecnologias disponíveis no mercado e suas particularidades, para te ajudar na hora de definir a melhor internet para casa. Quer saber mais? Então, continue com a gente!

Qual é o melhor tipo de internet para casa?

O melhor tipo de internet para casa é, sem dúvida, aquela que melhor atende às suas necessidades de uso. Cada tipo de internet tem características específicas que podem ser melhor aproveitadas em diferentes situações.

O importante, na hora de escolher, é analisar bem a sua demanda e buscar a tecnologia disponível em sua região que ofereça o melhor custo-benefício. 

Assim, seja você um(a) jogador(a) hardcore ou faça parte de uma família grande, em que todos acessem plataformas de streaming, certamente encontrará o tipo de internet mais adequado.

Imagem de mulher usando tablet Imagem de mulher usando tablet

Quais são os tipos de internet que existem?

A seguir, vamos apresentar as diversas tecnologias disponíveis no mercado, para que você conheça as diferenças de cada uma delas e possa escolher a que melhor atende suas exigências. Confira!

Internet fibra óptica

A fibra óptica é uma tecnologia que vem sendo bastante utilizada pelas empresas que distribuem internet. Ela consiste na utilização de pulsos de luz que são transportados por meio de fios transparentes e flexíveis — geralmente compostos por vidro ou plástico. 

A grande vantagem desse tipo de internet é a capacidade de transmitir dados em altíssima velocidade, pois sua estrutura não permite que as interferências eletromagnéticas — como as da rede elétrica — influenciem na estabilidade do sinal, mantendo a latência sempre baixa

Isso permite que as empresas possam entregar conexões na casa dos Gigabits por segundo, proporcionando uma ótima taxa de download e upload, ideal para quem faz muitos acessos simultâneos ou baixa arquivos pesados com frequência.

Elas podem ser distribuídas de duas formas: 

  • FTTH: Fiber To The Home — que em portugês significa “Fibra Para a Casa”;

  • FTTC: Fiber To The Curb — que quer dizer “Fibra Para o Poste”, em portugûes.

No primeiro modelo, a internet é levada via fibra até a residência do cliente, onde é instalado o conversor, que já fica integrado ao modem. No segundo, o conversor fica em uma caixa de distribuição no poste e, de lá, é levado até a residência por cabo trançado, conhecido como “cabo de rede” ou coaxial.

A segunda opção oferece menos estabilidade na conexão, devido a mudança de estrutura e maior risco de o cabo trançado ou coaxial sofrerem com influências externas — como exposição a alterações climáticas ou umidade e interferências nas tubulações.

Imagem de cabo de internet Imagem de cabo de internet

Internet DSL

A internet DSL (Digital Subscriber Line — que em português significa “Linha Digital para Assinantes'') é uma das primeiras tecnologias utilizadas na era da internet banda larga e bastante popular até os dias de hoje. 

Ela veio para substituir a antiga internet discada, que impossibilitava o uso do telefone enquanto se estava navegando. Com o passar dos anos, a evolução e as melhorias aplicadas nesse modelo tornou possível a oferta de maiores pacotes de velocidade e conexões mais estáveis.

Assim como sua antecessora, ela também chega à residência do cliente por meio da rede telefônica e, ao chegar no destino, é dividida por meio de um filtro com duas saídas, as quais uma leva até o roteador para uso da internet e a outra ao aparelho de telefone.

Internet a cabo

A internet a cabo é muito semelhante à conexão DSL e também muito utilizada no Brasil. A diferença é que, em vez de chegar ao destino por meio da linha telefônica, ela passa por uma estrutura própria de rede, feita de cabos UTP (o famoso “cabo de rede”). 

Ela comporta boa velocidade, porém, a sua qualidade de conexão vai depender de quantas pessoas estão conectadas no mesmo terminal. Quanto mais próximo ao limite de usuários, com mais frequência haverão problemas de lentidão e perda de sinal. 

Outra questão que pode gerar instabilidade é a distância do seu modem até a caixa de distribuição, onde ficam instalados os switches. Caso esteja muito longe do terminal, dificilmente seu sinal chegará com qualidade.

Leia Mais:

Imagem de antena Imagem de antena

Internet via satélite

A internet via satélite é uma tecnologia que cobre o país todo, porém, para que você tenha acesso, é necessário investir em equipamentos potentes que captem o sinal — e isso pode pesar um pouco no bolso. 

Ela é a opção mais viável para regiões mais isoladas, como áreas rurais, onde os meios mais convencionais não conseguem acessar por falta de estrutura. 

Por não contar com uma taxa de velocidade tão alta, essa tecnologia não é tão aconselhada para uso mais intenso — como download de arquivos ou plataformas de streaming.

Internet via rádio

A internet via rádio não necessita de uma estrutura de rede formada por cabos, pois sua distribuição é feita por meio de antenas espalhadas em lugares altos — geralmente, no topo de prédios e casas.

Costuma ser instalada em condomínios, podendo ser distribuída entre os apartamentos por meio da rede convencional, até mesmo sem o uso de modems, com o cabo chegando diretamente no computador ou algum roteador particular, para ter acesso via Wi-Fi

Porém, por trabalhar com ondas de radiofrequência, o sinal acaba se tornando um pouco mais sensível, podendo sofrer interferência de outras frequências e alterações climáticas. Isso acaba prejudicando o sinal e causando quedas de conexão. Um exemplo clássico é o risco de ficar sem internet quando a região passar por fortes chuvas.

Imagem de homens usando smartphone Imagem de homens usando smartphone

Internet móvel

A internet móvel é uma das tecnologias que mais tem avançado nos últimos anos. Apesar desse tipo de internet ser mais utilizado por quem passa a maior parte do dia fora de casa e precisa se manter conectado, existem planos com muitos benefícios — como acesso gratuito a alguns aplicativos — e pacotes com bastante gigas de internet.

As coberturas estão cada vez mais amplas e as tecnologias — como a 4G, 4.5G e 5G — proporcionam velocidades satisfatórias. Se a necessidade for para uso em dispositivos mobile, em que o intuito é acessar redes sociais ou outros aplicativos que não consomem tanta banda, essa pode ser uma opção a se considerar.

Como saber qual internet residencial tem na minha região?

A melhor maneira de saber qual internet para casa cobre a sua região é entrando em contato pelos meios de comunicação da operadora da qual você deseja contratar os serviços. 

Isso pode ser feito por telefone ou informando seu CEP no site da concessionária escolhida — seja em uma página específica para essa consulta ou através do chat de vendas.

Como escolher a melhor internet para casa?

Antes de tomar a decisão de qual tipo de internet será instalada na casa, é necessário avaliar suas necessidades, para que você não fique refém de uma tecnologia que não vai entregar o que precisa. Analise os seguintes pontos:

  • Quantas pessoas residem na casa;

  • A quantidade de acessos simultâneos;

  • Se o intuito é baixar ou subir arquivos pesados;

  • A variedade de conteúdo: assistir filmes, séries, jogar etc;

  • Se é para uso profissional, com várias videochamadas durante o dia;

  • Se é para estudar online.

Onde contratar internet para casa?

A Vivo oferece diversas tecnologias para que você tenha internet em casa, sempre com a melhor qualidade possível. E para saber quais as opções disponíveis para sua região, entre em contato através de um dos nossos canais de atendimento, para que seja feita uma avaliação. 

Os meios disponíveis, são:

  • Pelo número 0800 770 9800;

  • Pelo site da Vivo: escolhendo o plano que deseja e clicando em “Assine Já!”;

Pelo chat online: acessando o carrinho de compras ou a opção “Comprar pelo chat”, na página de planos de internet.

Vivo Guru

Assista ao lado como assinar Vivo Fibra

Agora que você conhece os tipos de internet para casa e sabe avaliar qual delas melhor se encaixa em suas necessidades, não deixe de conferir os planos disponibilizados pela Vivo e solicitar uma análise de cobertura. Assim, você saberá se o modelo escolhido está presente em sua região. Combinado? 

Até a próxima!

Leia mais: