Comprar um celular 5G, atualmente, significa — mais do que nunca — se preparar para o futuro. Isso se deve ao fato da nova rede representar o maior salto já visto entre diferentes gerações de internet móvel. Em razão disso, tem sido um dos temas mais discutidos no mundo das telecomunicações.

Segundo a Anatel, a nova tecnologia vai passar a funcionar nas principais capitais do Brasil até julho deste ano e nas demais cidades, de modo gradativo, até 2029. 

Com mais esse avanço na digitalização do país batendo na nossa porta, chegou o momento de pararmos para pensar sobre quando investir em um modelo de smartphone que seja compatível com a rede da próxima geração. 

Então, vamos lá? Prepare-se para entender melhor o que essa nova conexão vai te proporcionar e, a partir disso, refletir sobre sua expectativa em comprar ou não um aparelho com a nova tecnologia 5G neste ano. Vem com a gente!

Imagem de menino usando smartphone Imagem de menino usando smartphone

Será que vale a pena comprar um celular 5G em 2022?

Antes de mais nada, é muito importante explicar que, para acompanhar a evolução dessa nova frequência de celulares, é necessário levar em consideração a lista de celulares 5G homologados pela Anatel

O propósito é assegurar ao consumidor a aquisição e o uso de produtos que atendam às normas de qualidade e de segurança.

Pronto! Agora a resposta para essa pergunta tornou-se um pouco mais simples: tudo depende do seu perfil. 

Se você é um amante de tecnologia, imaginamos que este cenário futurista te levará à loucura, despertando muita vontade de já garantir um aparelho com conexão 5G

Por outro lado, você precisará investir um pouco mais para trocar seu smartphone, em razão dos primeiros celulares com 5G terem preços mais altos no Brasil. 

Um dos itens que você precisa levar em consideração é saber se está no seu plano de curto prazo investir em um novo aparelho de celular. 

Se a resposta for sim e se tiver condições de comprar um smartphone que suporte essa nova tecnologia, sem dúvida, você vai se destacar entre os demais, pois poderá acompanhar na prática toda a evolução e até mesmo compartilhar experiências.

Há ainda aquele tipo de pessoa que, apesar de curtir ficar por dentro do mundo tecnológico, prefere ter um pouco mais de cautela e não investir, de imediato, em um celular com um preço elevado. 

Afinal, a tecnologia 5G não substituirá a rede 4G de modo repentino. A mudança acontecerá de forma gradativa, assim como ocorreu nas gerações anteriores.

Outro ponto importante é que, mesmo quem não puder comprar um smartphone que suporte o 5G, não há motivos para se desesperar. 

Isso porque, essa nova tecnologia está em processo de expansão no Brasil e, por isso, ainda levará um tempo para que a cobertura esteja disponível para a maior parte da população, junto com os aparelhos compatíveis, que é um movimento natural do mercado.

Além disso, novos aparelhos mais baratos devem ser lançados com a rede 5G, um processo de fomentação do mercado de smartphone, e os modelos de celulares não compatíveis irão funcionar normalmente na conexão 4G e demais tecnologias.

Mão segurando um celular com uma miniatura de cidade sobre a tela e com ícones do uso do 5G Mão segurando um celular com uma miniatura de cidade sobre a tela e com ícones do uso do 5G

O que o 5G vai possibilitar?

Entre os avanços previstos estão:

  • Ultravelocidade dos conteúdos, podendo ser até 10 vezes mais rápidas que a conexão atual: a 4G;
  • Baixa latência, ou seja, um menor tempo de resposta da rede;
  • Baixa latência em jogos, até 20 ms. Hoje com o 4G, dependendo da região, até 70 ms;
  • Todos os seus dispositivos móveis e acessórios inteligentes estarão conectados com alta velocidade;
  • Será possível fazer os downloads de vídeos preferidos de 1 GB a partir de 10 segundos na rede 5G;
  • Maior volume de dispositivos conectados, possibilitando o desenvolvimento de novas aplicações da chamada Internet das Coisas (IoT) em setores como segurança pública, telemedicina, educação à distância, cidades inteligentes, automação industrial e agrícola, entre outras melhorias.

Leilão do 5G: como foi o maior leilão de radiofrequências do Brasil?

Em novembro de 2021, aconteceu o maior leilão de frequências do Brasil o qual possibilitou às empresas de telecom a compra de faixas de frequências do 5G, abrindo oportunidade para o lançamento dessa nova tecnologia, junto ao compromisso de expansão de uma rede mínima nas 27 capitais brasileiras até julho de 2022, segundo o edital.

O leilão do 5G, na realidade, parecia nunca ter fim, mas felizmente o evento ocorreu nos dias 04 e 05 de novembro de 2021 e movimentou R$ 47,2 bilhões

Quinze empresas foram credenciadas a participar do encontro, sendo que dez levaram algum lote, entre elas a operadora Vivo

Foram ofertadas quatro faixas de frequência:

  1. 700 MHz;
  2. 2,3 GHz;
  3. 3,5 GHz;
  4. 26 GHz.

As faixas de 700 MHz e de 2,3 GHz são compatíveis com a nova geração de internet móvel e utilizam elementos da rede do 4G para oferecer a experiência 5G para os clientes. 

Já as duas últimas faixas de 3,5 GHz e de 26 GHz serão exclusivas, assim como os elementos de rede 5G, e oferecem uma experiência completa, com todas as diversas possibilidades de aplicação que a tecnologia 5G irá oferecer.

Imagem de pai e filha em um campo, utilizando um drone. Imagem de pai e filha em um campo, utilizando um drone.

Quais obrigações as empresas assumiram com a compra do 5G?

Entre as obrigações pelas empresas que adquiriram as faixas do 5G estão:

  • Levar a tecnologia 5G a todas as cidades com mais de 30 mil habitantes;
  • Garantir internet 4G nas rodovias federais e localidades ainda sem conexão;
  • Implantar rede de fibra ótica em locais com pouca ou nenhuma infraestrutura de conectividade; 
  • Construir uma rede privativa de comunicação da Administração Pública Federal;
  • Levar internet de qualidade às escolas públicas de educação básica;
  • Instalar rede de fibra ótica, via fluvial, na região amazônica;
  • Entre outros compromissos previstos.

Bem-vindos ao 5G

A Vivo conta com a disponibilidade da rede 5G?

A Vivo já possui cobertura de rede 5G DSS em oito capitais do país e, em breve, haverá ampliação da rede de cobertura para outras tecnologias do 5G.

Confira abaixo as regiões com cobertura da rede 5G DSS:

  • São Paulo;
  • Brasília;
  • Belo Horizonte;
  • Salvador;
  • Rio de Janeiro; 
  • Goiânia;
  • Curitiba;
  • Porto Alegre. 

Acesse a página do 5G e confira todos os detalhes.

Qual a diferença da rede 5G DSS e as novas tecnologias do 5G?

O 5G DSS foi uma primeira etapa para evolução da rede 5G, é uma tecnologia de transição que compartilha rede com o 4G/4.5G para abrir novas possibilidades de navegação.  

Na tecnologia 5G NSA será possível notar uma grande diferença de velocidade e transmissão de dados, melhorando a experiência do cliente. 

Já na tecnologia 5G SA, além da ultravelocidade, irá oferecer baixa latência (tempo que a informação é processada), que irá permitir novas aplicações para o futuro.

Imagem de uma mulher usando óculos de realidade aumentada e o logo do 5G Vivo ao lado Imagem de uma mulher usando óculos de realidade aumentada e o logo do 5G Vivo ao lado

Os planos da Vivo e aparelhos serão compatíveis com a tecnologia 5G?

Todos os planos da Vivo (Pré, Easy, Controle e Pós-pago) são compatíveis com a rede 5G, desde que o usuário tenha um aparelho compatível com o 5G e esteja dentro da área de cobertura de rede.

E aí, decidiu se está na hora de comprar seu celular 5G? Se já estiver preparado para esse passo, lembre-se que a Loja Vivo tem as melhores opções do mercado, bem como condições especiais para pagamento. 

Até a próxima!

LEIA MAIS: