Menos tempo no trânsito, almoço mais barato e saudável, horário flexível e foco nas entregas sem se distrair com as conversas. Realmente, trabalhar de casa tem muitas vantagens e, por isso, cada vez mais pessoas e empresas estão aderindo à ideia. 

Para você que também deseja fazer home office, listamos algumas possibilidades de atividades que podem ser feitas remotamente. Basta ter uma boa conexão à internet e encontrar aquilo que mais se encaixa com o seu perfil. 

Trabalhe em casa com uma empresa que já aderiu ao home office

Você sabia que trabalhar de casa já é uma modalidade reconhecida e regulamentada pela CLT desde 2017? Para as empresas, o trabalho a distância ajuda a valorizar a qualidade de vida de seus colaboradores, aumentando a produtividade e reduzindo custos.

Não à toa, esse modelo de trabalho não para de crescer. A Vivo, por exemplo, implementou o Mobility, programa de trabalho remoto, que permite que os funcionários possam trabalhar conectados de onde estiverem, pelo menos, duas vezes por semana.

Da mesma forma que a Vivo, muitas outras empresas passaram a aderir essa modalidade, seja como modelo híbrido — onde funcionários e empresa decidem em conjunto quais dias da semana o colaborador vai trabalhar de casa — ou integralmente em home office.

Imagem de um homem sorrindo enquanto usa um notebook.

O trabalho remoto sempre existiu, mas a verdade é que a pandemia acelerou a transformação digital das empresas. Por conta do distanciamento social, muitas pessoas foram obrigadas a trabalhar a distância. 

No entanto, o modelo deu tão certo que a tendência é continuar no pós-Covid. De acordo com pesquisa da Fundação Getúlio Vargas, 30% das empresas brasileiras demonstraram interesse em manter o trabalho remoto em alguns dias da semana, depois do distanciamento social. 

E não é apenas as empresas que o modelo vem agradando. Segundo estudo realizado pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, sete em cada dez funcionários querem continuar trabalhando de casa depois da pandemia. 

Portanto, caso você esteja ingressando em um novo emprego ou queira montar seu próprio negócio, as chances de você trabalhar em casa são grandes. Abaixo,  vejas as possibilidades.

Imagem de uma mulher trabalhando em um notebook com uma segunda tela ao lado.

Seja um microempreendedor

Você tem vontade de ter seu próprio negócio? Quer ter maior controle do seu horário de trabalho? Talvez ser um microempreendedor seja uma ótima opção. 

Você pode, desde abrir um e-commerce até se tornar um prestador de serviços. São inúmeros os tipos de trabalho. O ideal é encontrar aquilo que se encaixa no seu perfil.

De acordo com o levantamento feito pelo Ministério da Economia, o número de adesão ao MEI (Microempreendedor Individual) em 2020 cresceu cerca de 8,4% em relação ao ano de 2019. Atingindo, assim, a marca de mais de 11 milhões de empresas abertas no Brasil — representando 56,7% dos negócios em atividade no país.

As regras para se tornar um Microempreendedor Individual são:

  • Faturar, no máximo, R$ 81 mil por ano — em torno de R$ 6 a R$ 7 mil mensais;

  • Não ter participação em outra empresa, seja como sócio ou titular;

  • Possuir, no máximo, um funcionário que receba um salário mínimo ou o piso da categoria;

  • Pagar os encargos mensais recolhidos pelo governo: ISS e ICMS;

  • Ter um CPF ativo e alvará para realização de negócios.

As atividades profissionais que contemplam essa modalidade são inúmeras e você pode escolher uma como sendo a principal e até mais 15 tipos de serviços como opção secundária. E aí, pronto para ter seu próprio negócio? 

 

Imagem de um homem participado de uma reunião online no computador.

Seja autônomo e trabalhe em casa como freelancer

Também conhecidos como freelancers, essa categoria de profissional liberal costuma prestar serviços a empresas e pessoas por meio de contratos ou acordos com duração pré-determinada.

Esses profissionais são bastante conhecidos no mercado digital, mas suas origens são de décadas atrás e contemplam outras categorias como:

  • Jornalistas;

  • Pintores;

  • Contadores;

  • Eletricistas;

  • Programadores;

  • Desenvolvedores;

  • Músicos;

  • Professores, entre outros.

A diferença do freelancer para o MEI está no recolhimento de impostos. Enquanto Microempreendedor Individual deve pagar as guias com o recolhimento de INSS, ISS e ICMS mensalmente, o autônomo liberal não tem a obrigatoriedade desse recolhimento. 

Porém, ele deve declarar IR (Imposto de Renda), caso se enquadre nos requisitos pré-determinados pela Receita Federal

Existem algumas plataformas que reúnem esses trabalhadores autônomos, onde o cliente pode acessar e negociar diretamente com os variados tipos de serviços que eles oferecem. As mais conhecidas são:

99Freelas

A plataforma 99Freelas foi criada para reunir profissionais autônomos, sem que haja qualquer vínculo empregatício com as empresas. É um dos sites mais conhecidos neste segmento e contempla diversos segmentos, tais como:

  • Advocacia: e outros profissionais da área de direito;

  • Design: para quem trabalha com criação de conteúdo gráfico, como logotipos, flyers, banners etc;

  • Engenharia e Arquitetura: que abrange também as áreas de engenharia mecânica, eletrônica, design de interiores e industrial;

  • Tradução e Escrita: para redatores e tradutores em geral;

  • Fotografia, Vídeo e Áudio: com criação de video making, edição de imagem e áudio;

  • Contabilidade: incluindo gestão de logística, RH e outras profissões relacionadas;

  • Administração: podendo incluir tráfego de dados, gestão de eventos, serviços de assistente virtual e suporte a clientes;

  • Marketing e Vendas: incluindo marketing digital, planejamentos etc;

  • Desenvolvimento: com profissionais responsáveis por desenvolver sites, analisar dados etc.

Imagem de um homem trabalhando no notebook.

Getninjas

Getninjas é outra plataforma que conecta clientes a prestadores de serviço de diversas áreas. Tanto o aplicativo quanto a versão web são intuitivos e de simples manuseio. Por meio deles, alguns dos serviços que podem ser encontrados são:

  • Eletricistas;

  • Cabeleireiro;

  • Profissionais de consultoria;

  • Professores;

  • Assistência técnica;

  • Profissionais de saúde.

Workana

Workana é uma das maiores plataformas de trabalho da América Latina e reúne quase dois milhões de profissionais cadastrados, que prestam serviço na área de comunicação. Lá, os clientes publicam seus projetos e os freelancers se inscrevem quando se interessam pelo trabalho.

A partir daí, o cliente pode escolher a proposta que estiver dentro de suas expectativas ou negociar com os profissionais condições que atendam mais às suas necessidades.

We Work Remotely

A We Work Remotely é a maior plataforma de trabalho remoto do mundo e conta com mais de dois milhões de acessos por mês. 

O site funciona como uma espécie de classificados online, em que os clientes disponibilizam seus projetos e os profissionais podem se candidatar sem realizar qualquer tipo de cadastro.

São oferecidos trabalhos de diversas categorias, tais como:

  • Programação e Desenvolvimento;

  • Vendas e Marketing;

  • Atendimento ao Cliente;

  • Produção de conteúdo para web;

  • Design;

  • Finanças.

Imagem de um homem usando o computador, enquanto participa de uma videoconferência com 12 pessoas.

Atenda em casa

Para quem trabalha com atendimento presencial, também é possível adaptar o serviço para o home office. Professores, psicólogos, consultores e várias outras categorias podem exercer suas tarefas sem sair de casa. 

Para isso, basta contar com as ferramentas necessárias, que possibilitem uma boa conexão, tais como:

Assim, além de você não perder seus clientes, consegue economizar com alguns custos fixos gerados por um ponto de atendimento, como internet, água, luz, aluguel etc. 

 

Imagem de uma mulher trabalhando em um notebook.

Seja um Assistente Virtual

Ainda pouco conhecida, a profissão de assistente virtual surgiu para facilitar a vida de empresários ou até mesmo pessoas atarefadas que não conseguem organizar as demandas do dia a dia. 

É como se fosse uma secretária, mas que faz tudo conectado à internet e trabalhando de casa. 

O assistente virtual atualiza planilhas, organiza compromissos, negocia com os clientes e responde e-mails, entre outras tarefas. 

Enquanto o empresário ganha tempo para se dedicar ao lado mais estratégico do seu negócio.

Imagem de uma mulher usando o notebook enquanto organiza caixas de uma mudança.

E-commerce

Para quem trabalha com vendas, uma opção que possibilita trabalhar em casa é o e-commerce. 

Essa categoria vem crescendo anualmente cada vez mais e fechou o ano de 2020 com uma alta de 73,88%, segundo dados do MCC-ENET.

Apesar de ser uma opção que exige bastante esforço, se você tiver experiência de mercado e uma boa estratégia, pode alcançar bons lucros. 

Caso você esteja ingressando agora nessa categoria, uma boa dica é ter paciência, participar de cursos online e ler bastante sobre o assunto — além de buscar dicas com quem já tem sucesso no ramo há mais tempo.

Imagem de uma entrega de comida.

Trabalhe com alimentação

O ramo alimentício é uma boa oportunidade para quem curte e tem talento para a cozinha. Segundo levantamento da ABIA (Associação Brasileira da Indústria de Alimentos), o setor cresceu mais de 12% em faturamento no ano de 2020.

E, hoje, é completamente possível você distribuir seus alimentos sem precisar ter um ponto de comércio específico.

Você pode, por exemplo, preparar de casa — desde que sejam cumpridas todas as regras de higiene e conservação dos alimentos — e distribuir por meio de aplicativos de delivery, como iFood, Uber Eats, Rappi, entre outros.

Para divulgação, pode criar páginas nas redes sociais e contar com algum profissional para gerenciá-las. Pode ainda fornecer seu cardápio por meio de sites especializados — como o Menu Digital, Ideia Good etc.

E ainda tem a opção de criar um perfil profissional no WhatsApp, para realizar o atendimento, fornecer mais informações sobre o seu trabalho, enviar promoções para os clientes e fixar mensagens automáticas.

Imagem de um homem trabalhando no notebook. Na mesa, há um prato com uma torrada.

Crie seu blog

Se a criatividade é o seu forte, criar um blog pode ser uma excelente opção para trabalhar em casa. Use seus conhecimentos para escrever para sites, oferecer serviços de publicidade ou até mesmo se tornar um influenciador digital.

Criar uma conta em plataformas como Twitch, YouTube, TikTok e Kwai podem se tornar uma boa fonte de renda caso você consiga alcançar um bom número de inscritos nos seus canais.

Há ainda a possibilidade de utilizar suas redes sociais para falar sobre os assuntos que você domina, fazendo stories informativos ou propagandas remuneradas no Instagram, por exemplo. 

Quanto maior for o número de seguidores que você obtiver, maior será a procura de marcas para te patrocinar.

Quer trabalhar de casa? Saiba qual o melhor plano de internet

Para trabalhar em casa, alguns requisitos têm que ser levados em consideração a fim de evitarmos transtornos e dores de cabeça. Uma área de trabalho organizada, ambiente tranquilo e sem interrupções, e um dos fatores mais importantes: uma internet de qualidade.

Sofrer com quedas durante aquela reunião importante ou com lentidão na hora de enviar ou baixar algum arquivo pode ser determinante para prejudicar a sua produtividade. Portanto, investir em uma conexão estável é o melhor a se fazer.

E, para garantir essa estabilidade, a Vivo oferece planos de internet via fibra óptica que se adaptam às suas necessidades e têm qualidade superior às outras tecnologias. Tudo isso por um preço acessível. 

Para escolher seu plano Vivo Fibra ideal considere:

  • Frequência de download e tamanho dos arquivos mais baixados;

  • Necessidade de upload — caso você trabalhe com envio de vídeos e arquivos pesados;

  • Quantidade de pessoas utilizando a internet na residência enquanto você trabalha;

  • Frequência de reuniões, atendimentos ou treinamentos por videochamada.

Trabalhar em casa passou a ser uma tendência e, certamente, essa modalidade será cada vez mais utilizada pelas empresas e profissionais autônomos.

Com as dicas acima, você pode ingressar e se adaptar mais rapidamente nesse universo, conseguindo realizar suas tarefas sem sair de casa.

Bom trabalho e até a próxima!

 

Leia também: