Enfrentar a rotina diária não está nada fácil: lidar com prazos, cobranças e ainda com toda a insegurança devido à pandemia da Covid-19 traz muita tensão. Então, é preciso buscar meios de cuidar da saúde mental. Um desses caminhos é a meditação, que pode ser guiada ou não guiada.

Chamada por muitos de uma ginástica para a mente, a prática vai ajudar você a relaxar e a se concentrar em suas atividades. E assim dar aquela força para lidar melhor com o estresse e enfrentar aqueles dias mais difíceis.

A boa notícia é que todo esse ritual pode ficar mais simples de ser realizado em seu dia a dia com o aplicativo Vivo Meditação.

Aposto que você já deve ter ouvido falar sobre os benefícios da prática de meditação. Mas sabe como funciona? Por onde começar? Como usar o app Vivo Meditação? 

São essas as dúvidas que esclarecemos abaixo. Confira este artigo e descubra como a prática pode transformar a sua vida!

Imagem de mulher meditando

O que é meditação guiada?

A meditação é uma técnica transcendental que tem como objetivo equilibrar suas emoções e ensinar a lidar melhor com o estresse do dia a dia. Com a prática, que pode ser um hábito diário, você promove a paz interior.

A ideia é que, aos poucos, esse ritual seja incorporado na sua rotina para que você possa se desconectar do mundo exterior e focar nos seus sentidos.

Mas muita gente diz que não consegue meditar, simplesmente pela dificuldade de se concentrar, ou seja, de desenvolver esse olhar para o seu interior. Realmente, a concentração para meditar não é algo simples para quem nunca praticou.

Por isso, o indicado, principalmente para quem vai iniciar, é contar com a meditação guiada. Transmitidas via áudio ou vídeo, a técnica é narrada por um profissional. Assim, pode variar de três a 30 minutos, de acordo com sua finalidade ou intensidade.

Como você viu, dá para ficar tranquilo com a meditação guiada: pois seu papel é apenas relaxar e seguir as instruções do guia.

O que é meditação não guiada?

Deu para perceber que a meditação guiada auxilia você a meditar, de forma a proporcionar bem-estar. Contudo, há quem prefira a meditação não guiada, em que a pessoa medita sozinha, sem nenhuma instrução externa.

Para quem já tem mais experiência com a meditação, pode ser mais fácil praticar o ritual de forma não guiada. Afinal, ela tem mais facilidade para se concentrar e entrar em um estado introspectivo, que é o objetivo da prática.

No entanto, saiba que ambas as técnicas (guiada ou não guiada) vão trazer benefícios para a sua vida, reduzindo os sintomas de ansiedade e a tensão diária.

Imagem de homem no trabalho

Por que começar a meditar?

Ao meditar, você percebe ganhos para sua saúde mental e qualidade de vida. Isso porque, quando meditamos, criamos mais consciência sobre nossa mente e corpo. 

Assim, com a prática diária da meditação (guiada ou não), você passa a ter um melhor controle sobre seus pensamentos. Isso se reflete em um novo jeito de lidar com os desafios da rotina, seus problemas, tensões, ansiedade e estresse.

Como aprender a meditar?

Talvez você tenha algum amigo ou conhecido que pratique meditação, guiada ou não, e que te falou sobre como a prática faz bem. Com isso, a vontade de também aproveitar esses benefícios é grande, não é? Mas aí surge a dúvida: o que é preciso fazer para começar a meditar?

A ideia é escolher um momento do seu dia que seja mais sossegado e um ambiente tranquilo. Na sua casa, eleja um canto que esteja silencioso e que você não seja incomodado por ninguém. Afinal, qualquer distração pode atrapalhar a prática.

Para começar, fique parado em uma postura que garanta conforto. De acordo com as técnicas orientais, a postura de lótus, em que se permanece sentado com as pernas cruzadas e os pés sobre as coxas, é a mais indicada para meditar.

Porém, não é obrigatório ficar nessa posição, caso você não se sinta confortável. Então, se preferir, pode encostar na parede, utilizar almofadas e manter as pernas estendidas, ou ficar deitado. Experimente deixar sua coluna esticada, feche os olhos e sinta seu corpo e sua respiração.

Preste atenção no ar que está passando pelas narinas ao inalar e ao exalar. Se, por algum acaso, um pensamento vier à mente, não divague e deixe-o ir embora. 

Se você nunca meditou, comece o ritual com intervalos curtos para que, aos poucos, seu corpo e sua mente possam se habituar com a técnica.

A dica é começar com meditações guiadas simples de, no máximo, cinco minutos por dia, para que, gradualmente, você vá aumentando o tempo conforme se sentir mais confortável. O importante é ter disciplina e praticar com constância o ritual.

Imagem de mulher dormindo

Quais são os benefícios da meditação?

Não é à toa que cada vez mais pessoas buscam informações de como meditar: a prática pode transformar sua vida, trazendo benefícios físicos e emocionais. Entre eles, podemos destacar:

  • Relaxamento;
  • Controle emocional;
  • Autoconhecimento;
  • Consciência corporal;
  • Controle da ansiedade;
  • Redução da depressão;
  • Alívio do estresse;
  • Melhora na qualidade do sono;
  • Capacidade de adormecer com mais facilidade;
  • Aprimoramento da memória;
  • Melhora da concentração;
  • Aumento do foco nas atividades de estudos e do trabalho;
  • Melhora da produtividade;
  • Aprimoramento da criatividade;
  • Aumento da autoestima;
  • Diminuição de dores crônicas.

Para quem não acredita que a meditação oferece todos esses ganhos, saiba que há estudos científicos que comprovam os benefícios da prática. Uma pesquisa da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, apontou que meditar faz muito bem para a saúde.

O estudo concluiu que quem medita 30 minutos por dia consegue ter um alívio na ansiedade, dores crônicas e depressão. Além disso, a meditação consegue reduzir a duração, por exemplo, do estado de alerta que o nosso cérebro fica quando nos sentimos ansiosos.

Com isso, é possível pensar que a meditação pode ainda ajudar na prevenção de doenças cardíacas. Isso porque os sintomas de uma crise de ansiedade podem ser um dos fatores de risco para problemas no coração.

Por fim, é importante saber que os momentos de estresse levam muita gente a descontar essa tensão abusando na alimentação. Então, quando a meditação promove esse relaxamento, pode contribuir, de maneira indireta, para a manutenção do peso e qualidade de vida.

Imagem de homem meditando

Qual a importância de meditar nesse período de pandemia?

Ao falar dos ganhos com a meditação, não há como deixar de comentar como essa prática pode nos ajudar a enfrentar essa época tão difícil. A pandemia do novo coronavírus alterou nossa rotina, trouxe preocupação e muita insegurança em relação ao futuro e à nossa saúde.

Há o distanciamento social, que exigiu que os encontros com amigos e familiares passassem a ser online. Quanto ao trabalho, apesar de todas as vantagens do home office, houve mudanças significativas por conta da Covid-19.

São novos tempos, que exigem resiliência das pessoas para enfrentar a ansiedade e o estresse diário. Por isso, buscar meios de relaxar, como a prática de atividade física, yoga e meditação, são opções bem-vindas nesse período.

No caso da meditação, com a prática diária, você poderá controlar seus pensamentos e ficar com a cabeça “mais leve” mesmo nessa fase tão difícil que o mundo está vivendo. Consegue ainda dormir melhor e ter mais energia para realizar suas atividades de forma mais produtiva.

O que é Vivo Meditação?

Como dissemos, especialmente para quem está começando, meditar pode não ser tão simples. Mas a tecnologia pode ajudar, como o aplicativo Vivo Meditação. Nele, você encontra mais de mil meditações e aulas exclusivas, todas criadas e gravadas pelo brasileiro Davi Murbach — monge Satyanatha.

Ao acessar o app, você encontra trilhas sonoras relaxantes, vídeos e animações que auxiliam a prática de exercícios de respiração e consciência corporal. Ideal para quem busca os fundamentos da meditação, quer começar a praticar a técnica ou já tem experiência com o ritual.

E tem mais, o app Vivo Meditação permite que você escolha a meditação para diferentes objetivos, entre eles:

  • Alívio do estresse;
  • Controle da ansiedade;
  • Respiração e relaxamento;
  • Aumento de foco;
  • Meditação para crianças de todas as idades.

Como dá para perceber, o aplicativo permite que você viva melhor e com mais equilíbrio, cuidando de sua saúde mental.

Imagem de mulher meditando

Quem é o Mestre Satyanatha?

As meditações do Vivo Meditação, como explicamos, são criadas e gravadas por Davi Murbach, o Mestre Satyanatha, que significa, em sânscrito, “aquele que busca a verdade”. 

Ele nasceu no interior de São Paulo e, há 15 anos, largou tudo e foi viver em Kauai Aad Heenam, um monastério indiano com sede na Índia e no Havaí. Lá, estudou ensinamentos milenares sobre a evolução da alma, e, por meio da meditação, refletiu sobre sua vida.

Durante sete anos e meio, viveu, estudou e meditou como um monge 24 horas por dia. Depois, viajou mundo afora para dar aulas de meditação. 

Atualmente, Murbach vive no Brasil, é o guia no app da Vivo e dá aulas particulares e abertas nos EUA e em São Paulo.

Como usar o aplicativo?

O app da Vivo para meditar é bem completo. E também fácil de usar, já que ele é dividido em três categorias:

  • Meditações essenciais: o foco aqui são as energias, mantras, cores e vibrações;
  • Meditações momentos: com propósitos diferentes para cada momento da sua vida. Nessa categoria, você encontra meditações guiadas para dormir melhor ou mais rápido, aprender a perdoar, focar no trabalho e se abrir para um novo amor;
  • Meditações jornadas: com séries mais avançadas, essa categoria te ajuda a encontrar sua paz interior e se tornar um expert da meditação.

O dispositivo conta com uma interface intuitiva e permite ainda que você pratique meditação por streaming.

Imagem de homem meditando com cachorro

Como posso ter acesso ao Vivo Meditação?

Gostou de conferir todas as vantagens do app da Vivo para quem quer fazer a meditação, guiada e não guiada? Para ter acesso, basta:

Para utilizar as diferentes funcionalidades que vão te ajudar a obter os benefícios da meditação, é preciso fazer uma assinatura: plano mensal ou plano semanal.

O mais legal é que, se você quiser experimentar, dá para testar a versão grátis do app, que traz os fundamentos da meditação e exercícios experimentais de meditação para iniciantes.

Como começar a usar o Vivo Meditação?

 
  1. Baixe o app
  2. Informe seu número Vivo e aguarde o SMS com código 
  3. Insira o código que você recebeu

Pronto! É só começar. 

Quais planos Vivo incluem o app Vivo Meditação?

Se você preferir, pode aproveitar os planos da Vivo que já contam com o aplicativo de meditação incluso no pacote. Veja só!

Por que escolher o aplicativo Vivo Meditação?

A meditação vai ajudar você a desacelerar, reduzindo a tensão diária e melhorando sua concentração. Mas, sabemos que, especialmente para quem pretende iniciar a prática, pode ser difícil manter a introspecção.

Dessa forma, contar com o aplicativo da Vivo é um jeito bem prático de ter acesso a diferentes meditações, guiadas pela voz do mestre Satyanatha. Você medita onde e quando quiser!

Diretamente do seu smartphone, você escolhe a meditação mais adequada para o seu momento: assim, pode separar alguns minutos do seu dia para relaxar, limpar a mente e encontrar a sua paz interior.

Dá também para aproveitar as funcionalidades para toda a família, já que o app conta com meditações preparadas para crianças de todas as idades. Você contribui para o bem-estar dos pequenos e estimula essa prática na rotina deles.

Conte com a gente para viver melhor! A meditação, seja guiada ou não, vai ajudar a ter mais qualidade de vida e ainda a lidar com esse período tão incerto da pandemia. 

Para aproveitar e encontrar mais equilíbrio na sua vida, você pode escolher as assinaturas ou optar pelos planos da Vivo que já incluem o app de meditação.

E aí, gostou de conhecer melhor como a meditação é positiva para sua saúde? Então, não perca tempo e aproveite para baixar o aplicativo Vivo Meditação na Vivo App Store.

Até breve!

Leia também