A tecnologia está sempre em evolução na busca por soluções para nossa rotina. Com isso, surgem diferentes tipos de inteligência artificial.

Quanto mais aprimorada essa inteligência, melhores resultados são entregues, sendo eficiente nas mais variadas tarefas do dia a dia. Inclusive, algumas são tão discretas que, às vezes, nem sabemos que determinado produto conta com esse recurso.

Neste conteúdo, vamos dar mais detalhes sobre esse tema para que você consiga identificar cada tipo de inteligência artificial e em quais locais elas são aplicadas. Quer saber mais? Então, continue com a gente!

Mulher feliz utilizando um notebook ao olhar para um tipo de de modelo de inteligência artificial Mulher feliz utilizando um notebook ao olhar para um tipo de de modelo de inteligência artificial

O que é Inteligência Artificial?

A Inteligência Artificial (IA) diz respeito à capacidade das máquinas de simular o raciocínio humano, fazendo isso de forma a perceber e a interpretar informações, tomar decisões e resolver problemas. Ou seja, a IA se refere à aptidão dos dispositivos eletrônicos de serem inteligentes.

Esse ramo faz parte da Ciência da Computação e se dedica a desenvolver máquinas e equipamentos que tomem decisões de modo independente (sem a interferência do ser humano) e preciso (apoiado em dados digitais). Mas como isso funciona?

De forma bem simples e resumida, os programas que possuem a IA utilizam a mesma linguagem computacional dos sistemas convencionais, porém, com uma lógica um pouquinho diferente. 

Há várias formas de programar um sistema, e o objetivo dos que utilizam a IA é fazer com que o dispositivo aprenda algo diante de determinadas situações, tal como uma criança.

Em alguns casos, a lógica do sistema é bastante simples: se a pergunta for X, a resposta é Y. Já nos sistemas que utilizam redes neurais, o dispositivo tenta reproduzir o mecanismo dos neurônios humanos, isto é, uma rede de células conectadas, em que a informação é transmitida a cada célula e se combina a outros dados para encontrar a melhor solução.

Para ensinar os computadores a pensarem, tornando possível que eles resolvam problemas automaticamente, é preciso a união de alguns conceitos, como Big Data e Machine Learning. Veja só:

Quais são os principais tipos de inteligência artificial?

Existem vários tipos de Inteligência Artificial (IA). Elas são determinadas de acordo com a capacidade de absorver e emular os conhecimentos transmitidos pelos seres humanos. 

A partir disso, essa IA será classificada em uma das três principais categorias e até em algumas subcategorias que fazem parte desses grupos. As divisões são definidas como:

  1. Inteligência Artificial Estreita (ANI): com as subcategorias: máquinas reativas e memória limitada;
  2. Inteligência Geral Artificial (AGI): com a subdivisão: teoria da mente;
  3. Superinteligência Artificial (ASI): com a subcategoria: autoconsciente.

Quantos IA existem?

Existem variações de inteligência artificial, distribuídas entre as três classificações. A seguir, conheça mais detalhes sobre cada um deles:

1. Inteligência Artificial Estreita (ANI)

Essa categoria abrange todas as inteligências artificiais já criadas até aqui, independentemente do seu grau de complexidade e capacidade de resposta. 

Elas são capazes de superar a inteligência dos seres humanos, porém, em apenas uma função autônoma e nunca além dos limites programados. Ou seja, são excelentes para executar uma tarefa em específico, como reconhecimento facial, realização de cálculos etc.

Dentro dessa classificação, existem duas subcategorias: 

Máquinas reativas

Esse é um dos tipos de inteligência artificial mais antigos e simples, contando com uma capacidade bem limitada. Seu funcionamento se baseia em respostas pré-configuradas, que são dadas por meio de estímulos.

Ela não tem capacidade de criar uma memória que a possibilite aprender novos recursos e também não consegue utilizar o que já foi aprendido para tomar outras decisões.

Memória limitada

Nesta subcategoria, estão as máquinas que têm uma memória limitada, mas suficiente para conseguir resgatar informações em sua base de dados e tomar diferentes decisões diante dos desafios impostos.

Nela, estão a maioria dos dispositivos automatizados que conhecemos, como os autobots — que oferecem diferentes respostas, conforme os caminhos trilhados pelo usuário — ou os carros autônomos, que analisam a direção e a velocidade dos outros veículos para determinar a própria maneira de condução.

2. Inteligência Artificial Geral (AGI)

São as IAs com capacidade de aprender e evoluir suas capacidades técnicas, possibilitando que cheguem próximas do comportamento humano.

Assim, elas podem tomar decisões mais assertivas, adequadas a diversos contextos, além de conseguir aprimorar seu conhecimento de forma autônoma, analisando os padrões à sua volta.

A subcategoria dessa classificação é chamada de teoria da mente. Conheça mais:

Teoria da Mente

Esse sistema já está sendo explorado mas, provavelmente, ainda levará bastante tempo para fazer parte de nossa rotina, tendo em vista que exige mais complexidade em seus processos de desenvolvimento.

Porém, quando estiverem disponíveis, as máquinas terão autonomia suficiente para adquirir diversas habilidades. Ou seja, tornando-as tão multifuncionais quanto os seres humanos e podendo executar diversas tarefas mais rapidamente e durante um tempo maior.

Portanto, esse cenário se assemelha ao que costumamos acompanhar em filmes de ficção científica, nas quais os robôs conseguem agir de maneira parecida com a nossa e, na maioria das vezes, nos superando.

3. Superinteligência Artificial (ASI)

Por enquanto, esse é um cenário fictício, em que as máquinas, além de identificar e compreender nossas emoções, são capazes de desenvolver as suas próprias personalidades.

Aqui, somos apresentados a uma subcategoria que representa bem esse cenário: a autoconsciência. Confira:

Autoconsciência

A autoconsciência das máquinas é algo utópico, já que nós mesmos ainda não temos a capacidade de desenvolver esse tipo de tecnologia tão avançada. Portanto, ela fica limitada, por enquanto, aos filmes e séries de ficção científica.

Onde é aplicada a inteligência artificial?

Deixando a utopia de lado e voltando à nossa realidade, podemos dizer que a inteligência artificial está presente em quase todos cenários da nossa rotina, desde o uso de um assistente virtual, até uma viagem de avião, na qual o piloto aciona o modo automático.

Inclusive, existem tipos de inteligência artificial tão discretos e eficientes que, às vezes, nem sabemos que estão presentes.

A seguir, conheça alguns exemplos de cenários em que a inteligência artificial é aplicada:

Utilizando a inteligência artificial por comando de voz de uma assistente virtual de um smarthphone.

1. Chat GPT

ChatGPT é um modelo de linguagem natural desenvolvido pela OpenAI, que usa a arquitetura GPT (Generative Pre-trained Transformer) para gerar respostas a perguntas e interagir com os usuários em linguagem natural. O GPT é um modelo de aprendizado de máquina baseado em redes neurais que é pré-treinado em grandes quantidades de texto para aprender a entender e gerar linguagem natural.

Confira os principais benefícios do ChatGPT:

  • Eficiência: Como o ChatGPT é uma ferramenta automatizada, ele pode lidar com um grande volume de consultas e solicitações de usuários
    simultaneamente, sem a necessidade de intervenção humana.
  • Disponibilidade: O ChatGPT pode estar disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana, sem pausas ou férias, permitindo que os usuários obtenham ajuda ou informações a qualquer momento.
  • Personalização: O ChatGPT pode ser programado para se adaptar às necessidades específicas de diferentes empresas ou organizações, tornando-o uma ferramenta personalizada e útil para diferentes propósitos.
  • Redução de custos: O ChatGPT pode ajudar a reduzir os custos de atendimento ao cliente, uma vez que pode lidar com um grande volume de consultas sem a necessidade de contratar mais funcionários.
  • Melhoria da experiência do usuário: Com respostas precisas e relevantes fornecidas de forma rápida, o ChatGPT pode melhorar a experiência geral do usuário, aumentando a satisfação do cliente.

2. Chatbots

São utilizados em soluções de atendimento, agindo como um assistente pessoal. Ou seja, você se comunica com a IA por mensagem e recebe as respostas para seu questionamento.

Esse recurso atende tanto a situações mais simples e limitadas — como podemos ver no WhatsApp — até cenários mais complexos, como CRMs, atendimento personalizado em sites etc.

Quanto maior for o desenvolvimento do chatbot, maior será a sua capacidade de se aprimorar, diante da interação com os usuários.

3. Veículos autônomos

É mais uma máquina em que a inteligência artificial é utilizada, transformando o automóvel em uma espécie de robô inteligente. 

Dessa forma, ele é capaz de executar diversos processos de direção, baseado no comportamento dos outros veículos — como rota e velocidade —, e decidir qual é a melhor maneira de conduzir o carro até o destino.

4. Smart Home

A ideia de casa inteligente é uma das formas mais claras de uso da IA atualmente. Existem diversos gadgets que podem se conectar à internet e interagir entre si, conseguindo realizar várias tarefas com poucos comandos.

É possível integrar diversos dispositivos em uma só rede, que vão desde as lâmpadas até o acionamento de ar-condicionados, chuveiros, torradeiras etc. 

E isso não se limita ao uso apenas quando estiver em casa. Dependendo do sistema de automação residencial utilizado, é possível controlar os equipamentos e processos mesmo quando estiver no trabalho ou em um passeio.

5. Plataformas de streaming

As plataformas de streaming já fazem parte da nossa vida há algum tempo. E a inteligência artificial contida nelas é essencial para que possamos assistir nossos conteúdos preferidos.

Ou seja, a IA estuda nosso comportamento à medida em que consumimos os conteúdos para oferecer outros filmes e séries que possam nos agradar.

Uma nova era de inteligência artificial no seu smartphone

A Samsung lançou o Galaxy S24, seu modelo top de linha, com aprimoramentos significativos e, inteligência artificial para melhorar a experiência do usuário.  O smartphone conta com a tecnologia Artificial Galaxy AI, especialmente o papel mais fundamental do telefone: a comunicação.

Sem barreiras, tudo isso é possível com a tradução simultânea e inteligente em tempo real, seja de texto ou chamadas de voz sem a necessidade de aplicativos de terceiros. Ela funciona até mesmo sem a rede móvel ou Wi-Fi.

Além disso, a inteligência artificial enriquece praticamente todas as experiências da linha Galaxy S24, permitindo maior liberdade criativa por meio da ProVisual Engine, uma descoberta do mundo ao redor ainda mais aprimorada.  

Imagem dos novos smartphones da Samsung da linha Galaxy S24.

Chat Inteligente

Para mensagens e outros aplicativos, com o Chat Inteligente, você tem a garantia de que sua mensagem será transmitida no tom certo e ainda conta com sugestões para legendas em redes sociais.

A Inteligência Artificial também está integrada ao teclado da Samsung, dando a possibilidade de traduzir mensagens, e-mails e mais em tempo real em até 13 idiomas. Além de funcionalidades no carro, como enviar estimativa de chegada para alguém e respostas automáticas de mensagens enquanto você se mantém focado na estrada. 

Busca por gestos e parceria com Google

Outra novidade é a busca na internet. Com a função Circule para Pesquisar no Google, os usuários podem fazer pesquisas com gestos simples, sem precisar sair do app em que está. Além disso, a busca pode oferecer informações úteis e contextuais geradas por inteligência artificial para perguntas complexas.

Câmera

Além das fotos incríveis, o Galaxy AI conta com ferramentas inovadoras de edição de fotos, que permitem realizar edições simples e sugestões de ajustes. Além disso, ele conta com um preenchimento automático das partes do fundo da imagem com Inteligência Artificial generativa, com preenchimento de bordas e ajuste de posição de objetos com fundos integrados em sua localização original.  

Agora você já conhece uma das principais experiências móveis totalmente impulsionada pela inteligência artificial. 

Vivo Guru

Você já conhece a Aura?

Quer saber seu consumo de internet ou colocar sua conta em débito automático? Resolva esses e outros serviços com a Aura. Saiba mais sobre a inteligência Artificial da Vivo e veja como ela pode ajudar a simplificar a sua vida.

Quais são os benefícios de comprar por um chatbot de vendas?

Comprar por meio de um chatbot de vendas pode trazer vários benefícios para os clientes. Em primeiro lugar, é uma forma conveniente de fazer compras, já que os chatbots de vendas estão disponíveis 24 horas por dia, 7 dias por semana, e podem ajudar os clientes a encontrar o que estão procurando a qualquer hora. Além disso, os chatbots de vendas são programados para responder rapidamente às perguntas dos clientes, o que economiza tempo em comparação com outras formas de atendimento ao cliente, como filas ou espera por e-mail.

Outra vantagem é a personalização. Os chatbots de vendas podem ser programados para fornecer recomendações personalizadas com base nas preferências do cliente, melhorando a experiência de compra. Além disso, os chatbots de vendas podem ajudar a reduzir erros ou mal-entendidos que possam ocorrer durante a interação humana, fornecendo informações precisas e atualizadas.

Por fim, os chatbots de vendas podem aumentar a eficiência dos processos de venda, permitindo que as empresas atendam a um grande número de clientes simultaneamente. Isso pode ser especialmente útil para empresas com um grande volume de vendas. Em resumo, os chatbots de vendas oferecem aos clientes uma experiência de compra mais conveniente, personalizada e eficiente.

O que é e como funciona a Aura da Vivo?

Contar com uma IA, atualmente, é fundamental para realizar diferentes procedimentos de forma mais rápida e eficiente. Pensando em facilitar ainda mais a rotina de seus clientes, a Vivo implementou sua própria inteligência artificial: a Aura!

Com ela, é possível que você resolva diversos problemas simples de maneira prática sem precisar acionar outros canais de atendimento.

Algumas das principais funcionalidades da Aura são:

  • Tirar dúvidas;
  • Consultar e contratar planos;
  • Acessar suas faturas: da atual às mais antigas;
  • Receber orientações para resolver problemas simples;
  • Realizar recargas;
  • Verificar seu consumo de internet e de minutos.
Ilustração de uma mulher falando com a Aura pelo celular.

Como falar com a Aura da Vivo?

Ela pode ser acessada pelo computador, smartphone ou tablet. Confira os caminhos:

Vivo App

Para isso, basta baixar o aplicativo na loja online do seu aparelho ou pela Vivo App Store. Depois de instalar e logar na sua conta, ela estará como uma das opções no menu inicial. Basta acessar e interagir!

Site

Você também pode usar o navegador do seu celular, tablet ou computador para falar diretamente com a Aura a qualquer hora. Ela se encontra na página inicial da Vivo, no canto inferior direito da tela.

WhatsApp

Também é possível conversar com a Aura pelo WhatsApp e acessar uma de suas funcionalidades. O número disponibilizado pela Vivo para esse contato é o (11) 99915-1515. O atendimento funciona 24h por dia, todos os dias (inclusive domingos e feriados).

Como você pôde ver, existem diversos tipos de inteligência artificial, sendo que cada um tem sua própria capacidade de aprendizado, memória e autonomia. 

Hoje, essa tecnologia faz parte das nossas vidas e nos auxilia em diversos momentos, facilitando nossa rotina e oferecendo soluções eficientes.

Até a próxima!

Leia também: