Senha para acessar o aplicativo do banco, para sacar dinheiro, para acessar as redes sociais ou para destravar o celular. Haja criatividade e memória para lembrar de tanta informação. 

É chato e cansativo? Até pode ser, mas é fundamental que você repense sua relação com essa minitarefa do dia a dia. Ter uma senha segura é um dos elementos determinantes para driblar os criminosos digitais.

Os crimes cibernéticos, inclusive, têm se destacado durante a pandemia, quando as pessoas passaram a ficar ainda mais conectadas aos ambientes virtuais.

De acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), apenas no primeiro semestre de 2021 houve um aumento de mais de 165% de crimes bancários em relação ao mesmo período de 2020, sendo que mais de 50% correspondiam aos golpes aplicados por meio de celulares.  

Você é uma daquelas pessoas que têm dúvidas na hora de criar uma senha segura? Então, continue conosco, pois daremos dicas de como construir a sua. Vamos lá? 

Símbolo do W-fi e password com cadeado na tela e mão teclando no notebook.  Símbolo do W-fi e password com cadeado na tela e mão teclando no notebook.

O que é uma senha forte?

Para não ser mais uma vítima dessa modalidade de crime, é fundamental ter uma senha forte, que é aquela formada por uma combinação complexa para dificultar o acesso de golpistas a suas contas online.

E isso vale tanto para as bancárias quanto para as de redes sociais — vale lembrar que muitos crimes virtuais têm sido cometidos utilizando o Instagram e o WhatsApp das vítimas.

Mas você sabia que o brasileiro ainda hoje considera que o tipo de senha não é tão importante? Foi o que apontou um relatório da empresa de segurança digital Axur, em 2021, após analisar dados vazados na deep web — uma área “escondida” na internet muito utilizada por infratores.

Das 4,8 milhões de credenciais expostas, a empresa identificou que mais de 840 mil utilizavam a palavra-chave “123456”.

Pode parecer bobagem, mas é bom sempre lembrar que o aparelho celular já não é mais apenas um meio de comunicação usado somente para fazer e receber ligações. Nele é onde basicamente estão todas as informações da sua vida.

Dados bancários, contatos familiares e profissionais, detalhes da sua agenda e fotos privadas. Tudo fica exposto ali, reforçando a importância de se ter uma senha segura e forte para proteger todas essas informações.

Tela azul com combinações binária e cadeados de segurança em azil. Tela azul com combinações binária e cadeados de segurança em azil.

Saiba como proteger suas contas

Quais são as características de uma senha segura?

Para evitar que criminosos digitais consigam invadir suas contas online, esqueça o “123456”, “1111” e qualquer outra senha que contenha números simples ou datas de aniversário.

Lembre-se: o intuito é dificultar o máximo possível o acesso de invasores a seus dados, principalmente quando se trata de dados bancários.  

Para isso, a melhor forma de criar uma senha segura é escolher combinações mais complexas, que envolvam números, letras e caracteres especiais. Hoje em dia, muitos aplicativos de instituições financeiras nem aceitam palavras-chave que não tenham essas características.

E nada de deixar a preguiça tomar conta, afinal: é sempre melhor prevenir do que remediar.

Como criar uma senha segura?

Agora que você já entendeu como é importante e necessário ter uma senha segura para acessar suas contas, aprenda a fazer uma:

  • Ela precisa ter, no mínimo, 8 caracteres. Se a conta aceitar mais, melhor ainda;

  • É fundamental que a senha seja formada por números, letras maiúsculas, letras minúsculas e caracteres especiais, como #, @ e !.

Nossa! Mas como vou lembrar de tudo isso? Calma. A seguir, a gente dá algumas dicas para você criar senhas nada óbvias, mas fáceis de memorizar.

Tela azul escrito username e password com senha em asteriscos Tela azul escrito username e password com senha em asteriscos

Dicas para lembrar da sua senha

Para você não ter que ficar andando com um caderninho com todas as suas senhas anotadas e correr o risco de que esse material caia em mãos erradas, confira algumas dicas para criar a sua senha segura e fácil de memorizar:

  1. Como a palavra-chave precisa ter pelo menos 8 caracteres, por que não escolher o nome do seu filme ou comida favorita? Um exemplo é: euamobrigadeirodepanela;

  2. Feita essa escolha, você pode colocar a primeira letra maiúscula ou todas as vogais, ficando: EUAmObrIgAdEIrOdEpAnElA;

  3. Na sequência, troque algumas letras por número. Você pode, por exemplo, substituir as letras O pelo número 0. EUAm0brIgAdEIr0dEpAnElA;

  4. Por fim, você gosta tanto dessa comida que inclui uma ! ao final da frase. Ou seja: EUAm0brIgAdEIr0dEpAnElA!

O mais importante é que a sua senha tenha um significado para você, para que ela venha naturalmente à mente quando tiver que digitá-la.

Aproveite para usar a criatividade e transformar esse ato rotineiro em algo divertido.

Como manter uma senha segura?

Finalmente você conseguiu criar uma senha forte, mas isso não significa que os cuidados para manter suas contas seguras acabaram por aí.

Conheça algumas atitudes que vão ajudar você a proteger suas senhas e a evitar que criminosos descubram quais são elas:

  • Pode parecer tentador pela facilidade, mas jamais utilize a mesma senha para todas as contas. Pois, se um golpista invadir a conta do banco X, com certeza ele vai tentar a mesma palavra-chave para o banco Y, ou seja, mais prejuízo para você;

  • O ideal é que suas senhas não sejam anotadas em lugar nenhum, mas se para você é bom ter as senhas anotadas em um papel por garantia, lembre-se sempre de deixá-lo em um local seguro dentro de casa. Nada de ficar andando com elas por aí;

  • Existem serviços chamados “Cofres de Senhas” que são aplicativos que mantém suas senhas criptografadas e se conectam a maioria dos aplicativos de mercado;

  • Diversos aplicativos, principalmente as redes sociais, oferecem um recurso chamado “Segundo Fator de Autenticação” que pode ser configurado como um código enviado por SMS, e-mails, chamadas de voz ou até aplicativos próprios. Este recurso não impede que uma senha seja roubada, mas impossibilita seu uso sem esse segundo elemento presente;

  • Atualmente tem sido muito comum notícias de vazamentos de dados. Nesse caso, fique atento a elas, para que você possa trocar sua senha imediatamente se o seu banco ou rede social tiver sido alvo de criminosos digitais. 

Leia mais:

Um reforço extra para manter sua senha segura

Além das dicas anteriores para manter sua senha em segurança, você pode contar com produtos desenvolvidos exatamente com esse objetivo.

O McAfee Safe Connect, por exemplo, é um serviço que protege os dados enviados pela internet ao criptografá-los, impedindo que um possível invasor consiga lê-los e fazer mau uso deles.

Outra vantagem do produto de segurança digital é que ele utiliza VPN, que é uma rede privada virtual muito usada pelas empresas e que cada vez mais tem conquistado os ambientes domésticos.

Com esse modelo de rede, você mesmo é capaz de substituir o endereço do IP (cada dispositivo que conecta à internet tem seu endereço exclusivo) do seu aparelho. 

Ou seja, você utiliza seu celular em São Paulo, mas aparece que você está acessando direto de Nova York.

Vale à pena também investir no McAfee Segurança Digital para manter sua senha segura. Esse aplicativo vai proteger seu aparelho de vírus que tenham como objetivo capturar seus dados. 

Além disso, tem uma tecnologia antirroubo que permite que você localize seu dispositivo e apague informações à distância.

Imagem escura de uma pessoa com capuz mexendo no celular, um possível espião. Imagem escura de uma pessoa com capuz mexendo no celular, um possível espião.

Tipos de golpes virtuais

Além de criar uma senha forte para proteger seus dados, é importante que você conheça algumas técnicas de softwares maliciosos e aprenda a identificá-las para não cair em golpes cibernéticos e manter sua senha segura:

Phishing

Phishing é uma dessas técnicas usadas para roubar informações digitais. A ideia do criminoso é “pescar” a vítima por meio de um link falso enviado através de uma mensagem, que pode ser tanto por e-mail quanto por SMS ou rede social.

Quando o usuário (você) clica nesse link, fornece automaticamente os dados pessoais para o golpista.

Vírus

Se o seu dispositivo for contaminado com um vírus, além de você se estressar com o “caos tecnológico”, os criminosos podem obter o controle do seu aparelho e roubar informações confidenciais.

Ramsonware

Neste caso, a conta é “sequestrada”. Para obtê-la de volta, é necessário o pagamento de um resgate. Geralmente ocorre com pessoas que têm perfis profissionais nas redes sociais. Porém, não é incomum ocorrer com perfis pessoais que têm muitos seguidores.

Proteja sua vida digital

Apesar da ação cada vez mais constante dos golpistas no mundo online, saiba que existem alguns detalhes nas mensagens maliciosas que podem livrar você de cair em uma armadilha online, tais como:

  • Preste atenção ao endereço do remetente: se for desconhecido, desconfie. Se for conhecido, mas tiver erro de digitação, desconfie também e entre em contato por outro meio para verificar a veracidade;

  • Erros de gramática ou ortografia são recorrentes nesse golpe. Fique alerta, principalmente se forem mensagens de empresas, como e-mail marketing ou newsletter. As companhias sérias têm pelo menos um mínimo de conhecimento da língua em que atua;

  • A frase “Quando a esmola é demais, o santo desconfia” é ideal para usar aqui. Mensagens com superpromoções ou com apelo sensacionalista muito provavelmente estão tentando apenas atrair sua atenção para fazer com que você clique no link malicioso;

  • Mensagens de caráter urgente são outro perigo. Geralmente sinalizam que você está com alguma conta de luz atrasada, que a justiça está te procurando... E muitas outras formas de desestabilizar você para que clique no link.

Como vimos, é fundamental criar uma senha segura para evitar que os seus dados caiam nas mãos de criminosos — e isso é simples de fazer! Basta seguir as recomendações e não sofrer com os problemas que podem ser consequências de uma combinação frágil.

A tecnologia, por sua vez, também pode te ajudar nesse sentido, sobretudo a partir de aplicativos específicos que ajudam a proteger as suas informações. Em suma, é fundamental ter atenção às formas de preservar a segurança no ambiente virtual!

Até a próxima!

LEIA MAIS: