20.04.21

Internet das Coisas (IoT): o que é e tipos de dispositivos

Entenda como é possível deixar o seu lar mais inteligente com recursos baseados em Internet das Coisas.

A Internet das Coisas (IoT, sigla de Internet of Things) é uma realidade no mundo todo. O conceito faz parte do dia a dia das pessoas, estando presente em muitos negócios, empreendimentos e até mesmo dentro das residências. 

Dispositivos conectados, operando em rede, são capazes de deixar a casa inteligente, otimizando tempo e recursos. E, quando isso acontece, a vida de quem mora nela fica muito mais simples. Pense naqueles robôs que aspiram o chão sozinhos, por exemplo. Você programa o aparelho e ele faz todo o trabalho por você, com agilidade e sem maiores problemas. Dessa forma, aproveita-se melhor o tempo em família.

Isso é Internet das Coisas! Ao ouvir esse nome, há quem pense que se trata de algo distante da realidade - ou de algum tipo de recurso mais utilizado por empresas. Mas não. É muito mais comum do que se imagina.

imagem de robô aspirador imagem de robô aspirador

Além do robô de limpeza, há muitas outras soluções que podem ser utilizadas dentro de um lar. Algumas delas, inclusive, têm preços acessíveis, mostrando que a IoT realmente faz parte das nossas vidas (e que chegou para ficar).

Segundo a consultoria Gartner, há mais de 20 bilhões de dispositivos conectados no mundo inteiro. No universo corporativo, a mesma instituição detectou que 47% das companhias pretendem investir em recursos do gênero justamente por terem um retorno bem rápido se comparado a outras soluções.

Mas, afinal, o que é Internet das Coisas?

São gadgets interconectados, operando em rede. Ou seja, eles não dependem de outras soluções, ferramentas ou aparelhos para que funcionem normalmente. Estão diretamente ligados à internet, podendo captar e transmitir dados em tempo real.

No entanto, para que isso aconteça, é essencial ter uma boa infraestrutura de conectividade. Ou seja, uma conexão que viabilize o funcionamento e a integração desses dispositivos de modo contínuo, sem falhas ou interrupções. Aliás, aproveite para ver aqui qual é o plano ideal para o seu lar, de acordo com o número de moradores e com as atividades que costuma fazer.

Controle tudo pelo celular

Dentro de casa, a IoT possibilita que os usuários controlem o funcionamento de muitos aparelhos e sistemas utilizando apenas o celular. Isso inclui a iluminação, o ar-condicionado, os eletrodomésticos e também os dispositivos de segurança, como câmeras e sensores, por exemplo.

Tal característica coloca os aparelhos móveis no centro dessa cadeia. Muitas vezes, eles concentram funções, sendo grandes responsáveis pela gestão dos recursos. Tudo sob o nosso comando. Conheça, abaixo, alguns exemplos de como a Internet das Coisas pode (ou já está) presente na sua casa. E sem gastar muito!

1 - Smart TVs

Internet das coisas Internet das coisas

Quando a internet foi incorporada à TV, os aparelhos deixaram de ser apenas transmissores de conteúdo. Tal mudança colocou o espectador no centro. Ou seja, ele é o responsável pela construção da experiência, podendo escolher o que (e quando) deseja ver.

Tal conexão possibilita o acesso a plataformas de streaming e também a navegadores de internet, deixando o consumo de conteúdo mais prático e interativo.

É comum, por exemplo, jogar pela internet e até usar aplicativos que eram acessados, até então, pelos celulares. A TV ganhou outra forma, outro corpo. Graças à internet!

LEIA TAMBÉM

2 – IoT na Iluminação

Lâmpada smart Lâmpada smart

Sistemas de iluminação também podem ser automatizados. Esse tipo de recurso permite que o morador controle as luzes diretamente pelo celular, escolhendo a intensidade e a hora que deseja apagá-las, por exemplo. Tudo a distância (ou debaixo das cobertas).

É uma forma de incorporar duas características importantes ao dia a dia: praticidade, uma vez que é possível regular o consumo de energia, e, consequentemente, economia. Inclusive, é uma abordagem bastante utilizada nas cidades inteligentes, conceito mundialmente conhecido como Smart Cities.

Entre todos os recursos que caracterizam projetos do gênero, destaque para lâmpadas que acendem e apagam de acordo com a iluminação natural, poupando recursos. Sendo assim, quando o dia começa a amanhecer, o sistema as desliga automaticamente.

3 – Aspirador de pó

Robô aspirador Robô aspirador

Você já ficou de boca aberta ao ver aquele aparelhinho varrendo a sala inteira, sem que você fizesse nenhum tipo de esforço? Isso também é IoT. O equipamento permite programar o tempo de trabalho, bem como o percurso.

Alguns, inclusive, recebem comandos de voz de seus donos. Imagine estar na sala e pedir para o robô varrer melhor embaixo do tapete? É muita tecnologia.

4 – Portão de garagem

Imagem de eletrônicos Imagem de eletrônicos

Abrir e fechar na hora certa, sem que você corra riscos. Muitos portões já funcionam dessa forma. Integrados ao celular, conseguem identificar quando o dono está chegando e, assim, começam a ser acionados conforme a proximidade.

Além disso, quando operam em sintonia com o sistema de segurança, podem ser monitorados facilmente a distância. Ou seja, é possível identificar se está aberto ou não, sem que tenha sido acionado.

5 – Segurança

A Internet das Coisas está avançada na questão da segurança do lar. Para monitorar o que acontece e eventuais ameaças, câmeras de segurança controladas pelo celular estão disponíveis com especificações variadas. 

Tais recursos podem evitar assaltos, por exemplo, e monitorar os ambientes caso a família decida viajar, entre outros fins. Para isso, é importante que os equipamentos escolhidos tenham autonomia, definição de imagem, capacidade de armazenamento (memória) e controle fácil e seguro pelo smartphone.

Muitos sistemas, inclusive, possibilitam que os moradores façam uma gestão completa dos acessos, mesmo a distância. É um importante fator de proteção.

6 – Lavagem e secagem de roupas

A máquina de lavar também pode estar conectada à internet, bem como outros aparelhos eletrodomésticos. Aliás, foi um dos primeiros itens para a casa com essa possibilidade. Tais equipamentos permitem a programação das lavagens de acordo com o tipo de roupa, por exemplo, devido aos seus recursos de Inteligência Artificial e conectividade.

Além disso, é possível agendar lavagens. Se você costuma encerrar as atividades do trabalho às 18h, pode pedir que a máquina finalize o processo neste horário. Dessa forma, consegue sincronizar as suas atividades.

Concluindo

E aí, pronto para deixar sua casa mais inteligente a partir da Internet das Coisas? Equipamentos conectados à rede doméstica podem facilitar o seu dia a dia, garantindo mais segurança, disponibilidade e sustentabilidade. A boa notícia é que muitos deles são acessíveis, ou seja, não é algo que somente uma empresa grande conseguiria comprar, por exemplo.

Todos os anos, mais e mais dispositivos passam a ser utilizados pelo público. São celulares, máquinas de lavar, sistemas de monitoramento e sensores, entre outros. Só que, para funcionar corretamente, todos precisam de conexão. Por isso, equipar a casa com planos de internet robustos e, sobretudo, adequados, é essencial. Clique aqui e veja os melhores planos de internet da Vivo.

Viu como a IoT está cada vez mais presente nos lares - e nas vidas das pessoas como um todo? Quer saber por onde começar aí na sua casa? Veja mais sobre como funciona a automação residencial e todos os seus benefícios.