Carregamos o smartphone para todos os lugares, afinal, não podemos ficar desconectados e longe dos apps. Mas, por mais cuidado que a gente tome com ele, não é raro que caia, causando arranhões e rachaduras no display. Para reduzir esses impactos, que podem acontecer com qualquer um, existe a tecnologia Gorilla Glass.

Dessa maneira, ter um equipamento com esse tipo de vidro na tela, além de utilizar uma película, é a melhor forma de proteger seu celular contra danos no visor em caso de quedas ou pancadas. Com isso, você evita o transtorno de ter que levar o aparelho para manutenção ou, pior, de perder o dispositivo.

Mas, afinal, como funciona a tecnologia Gorilla Glass e quais são suas vantagens? Venha com a gente e tire todas as suas dúvidas!

Imagem da tela de aplicativos de um smartphone. Imagem da tela de aplicativos de um smartphone.

O que é uma tela Gorilla Glass?

Ao pesquisar as características de um modelo de celular, talvez você já tenha se deparado com o termo “Gorilla Glass”. Afinal, o que isso significa? Trata-se de um vidro especial, criado em 2005 pela empresa norte-americana Corning.

Ele é feito de um material denominado alcalino-aluminossilicato, sendo que esse nome complicado indica que é um vidro que tem silício, alumínio e oxigênio em sua composição.

A tela Gorilla Glass é mais fina, leve e resistente, sendo que o primeiro iPhone, lançado em 2007, passou a contar com esse tipo de vidro.

De lá para cá, a tecnologia só evoluiu, tornando a espessura do vidro ainda mais fina, e está presente em diversas marcas de smartphones, tablets, notebooks e smartwatches. Além disso, devido às suas propriedades, é um vidro utilizado na indústria óptica, farmacêutica, aeroespacial, automobilística, entre outros setores.

Como funciona o Gorilla Glass?

O vidro Gorilla Glass apresenta durabilidade e resistência maior que um vidro comum. Desse modo, é uma proteção a mais para as telas dos dispositivos móveis. Não significa que, com a tecnologia, não haverá arranhões ou rachaduras na tela em qualquer tipo de queda, no entanto, se houver danos, eles serão menores e menos visíveis.

Além disso, a proteção dos seus dispositivos pode ser ainda maior se, além da tecnologia Gorilla Glass, você utilizar uma película na tela.

Como saber se o celular tem Gorilla Glass?

Se você busca um celular com esse tipo de vidro, precisa analisar as especificações do dispositivo. Caso tenha uma tela mais resistente, a informação sobre a tecnologia estará presente.

Outra forma de checar se o modelo do equipamento conta com Gorilla Glass é ir diretamente no site da Corning e conferir se o smartphone vem com essa tecnologia.

Quais são as vantagens do Gorilla Glass?

Essa é uma tecnologia que já faz parte da tela de diferentes dispositivos. E não é para menos, visto que é um vidro com muitas vantagens, como:

  • Maior resistência a quedas e a atritos de chaves, moedas ou outros objetos com a tela;
  • Redução da visibilidade de arranhões no display;
  • Espessura fina, especialmente das gerações mais recentes do produto;
  • Leveza;
  • Dureza e clareza óptica;
  • Material reciclável.

Por tudo isso, ao contar com um tablet ou celular com esse material, você pode ficar mais tranquilo quanto a possíveis danos na tela do equipamento, pois, certamente, ele terá uma durabilidade maior.

Imagem de mão pegando o celular após cair no chão com a tela toda trincada. Imagem de mão pegando o celular após cair no chão com a tela toda trincada.

Quais são as diferenças para as películas tradicionais?

Como você viu, Gorilla Glass é um vidro com propriedades especiais encontrado nas telas de diferentes equipamentos eletrônicos. Então, não estamos falando da película que a gente coloca para reforçar a proteção do visor do celular e sim do vidro do próprio display do smartphone.

Aliás, para aparelhos que não têm esse tipo de vidro, é possível colocar uma película protetora de alta resistência como as de gel ou hidrogel, que têm boa absorção de impactos, são finas e não prejudicam o touch na hora de usar o smartphone.

Tem diferença no modelo do Gorilla Glass?

Quando se fala em Gorilla Glass, é preciso ter em mente que se trata de um material que não para de evoluir. Assim, há diferentes gerações dessa tecnologia, que ganha sempre aprimoramentos. Veja a seguir.

Gorilla Glass 1

Foi quando o Gorilla Glass foi desenvolvido, em 2005, sendo que sua estreia ocorreu no primeiro iPhone (2007), tornando, assim, a tela do equipamento mais resistente contra arranhões.

Nessa versão, a tela tinha 1,3 mm de espessura e vinha ainda com uma proteção a mais: tinha resistência oleofóbica, com isso, reduzia as marcas de dedo no display.

Gorilla Glass 2

Somente em 2012 é que a Corning apresentou a nova versão da sua tecnologia. O Gorilla Glass 2 chamava atenção por ter a espessura 20% mais fina que seu antecessor.

Ele passou a estar presente em diversos dispositivos, entre eles, o Samsung Galaxy S3, tornando o celular mais leve.

Imagem de uma mulher em uma videochamada realizada no celular. Imagem de uma mulher em uma videochamada realizada no celular.

Gorilla Glass 3

No ano seguinte, o Gorilla Glass trouxe mais uma inovação, com destaque para a resistência. O vidro passou a contar com a tecnologia Native Damage Resistance (NDR), o que pode ser traduzido como resistência nativa a danos.

A NDR deixa o vidro três vezes mais resistente a danos, como arranhões. Sem contar que a tecnologia consegue diminuir em até 40% os riscos que ficam visíveis no visor.

Quais celulares tinham o Gorilla Glass 3? Entre muitos modelos, podemos destacar o Samsung Galaxy S4 e o Motorola Moto X.

Gorilla Glass 3+

O Gorilla Glass 3 ganhou mais um diferencial: a empresa desenvolveu o Gorilla Glass 3+. O vidro era capaz de suportar quedas de até 0,8 m de altura.

Gorilla Glass 4

A quarta geração dos vidros da Corning foi desenvolvida em 2014. A ideia foi aumentar o suporte contra impactos, especialmente em caso de quedas. Entre os modelos que incorporaram essa tecnologia estão: Samsung Galaxy S6, Galaxy Note 5 e Zenfone 2 Laser.

Gorilla Glass 5

Em 2016, a nova geração veio com o diferencial de ser quatro vezes mais forte na hora das quedas do que a versão anterior. A companhia apontou que a tela poderia resistir a uma queda de 1,6 m. Aqui, a espessura do vidro é de apenas 0,6 mm.

Entre os celulares com essa tecnologia, temos o Samsung Galaxy S9 e o LG G7 ThinQ.

Mulher sorridente mexendo no celular e feliz que os dados móveis estão funcionando normalmente. Mulher sorridente mexendo no celular e feliz que os dados móveis estão funcionando normalmente.

Gorilla Glass 6

A sexta geração dos vidros da Corning foi lançada em 2016 e veio com a vantagem de permitir que o equipamento sofra diversas quedas, inclusive em superfícies ásperas e duras, sem apresentar danos na tela.

A tecnologia, presente no Samsung Galaxy S10, deixa o display duas vezes mais resistente que a versão anterior.

Gorilla Glass Victus

Em 2020, chegou o mais recente modelo, com um vidro que resiste a quedas de 2 m de altura e suporta melhor os arranhões e pressões. A tecnologia está no Samsung Galaxy Note 20 Ultra e no Asus ROG Phone 5.

Conheça a Loja da Vivo

Para encontrar os modelos de celulares com as versões mais atuais da Gorilla Glass, é só acessar a Loja da Vivo. Lá, você encontra dispositivos das melhores marcas, acessórios e ainda conta com preços e condições especiais de pagamentos.

Afinal, como você viu, a tecnologia também não para de avançar quando a gente fala do vidro que vai na tela do celular, como o Gorilla Glass. Com isso, quem sai ganhando são os usuários, pois o smartphone fica mais resistente a qualquer descuido, principalmente em quedas, arranhões ou pancadas.

Gostou de acompanhar nosso conteúdo? Fique por dentro de outros artigos sobre tecnologia com o Vivo Explica!

Até a próxima! 

Leia também