O Google anunciou em maio, o lançamento de seu sistema operacional Android mais recente: o Android 12. Nessa atualização, foram feitas algumas mudanças, incluindo o que a empresa considera ser a maior alteração de design até aqui. 

Fora isso, vários outros recursos foram implementados, além do reparo de bugs das versões anteriores. E, para te deixar por dentro de tudo que esse novo sistema vai entregar, preparamos este artigo apresentando as principais características da nova versão. Quer saber mais? Então, confira a seguir!

O que é e como funciona o Android 12?

O Android 12 é a mais nova atualização do sistema operacional da Google, voltado para smartphones e tablets, que foi anunciada em maio, com previsão de lançamento oficial no segundo semestre de 2021.

A nova versão promete trazer melhorias à plataforma, tanto na parte operacional quanto na visual, como:

  • Reparo de bugs;

  • Mudanças na interface;

  • Melhoria nas proteções de privacidade;

  • Gerenciamento de rede móvel e Wi-Fi, entre diversos outros recursos.

A empresa já disponibiliza uma versão beta da plataforma, que pode ser baixada em alguns modelos de smartphones da linha Pixel, produzidos pelo próprio Google. Nela, os usuários têm acesso aos recursos que vêm sendo aprimorados a cada patch de atualização, antes de chegar à sua versão final, que será distribuída para o público oficialmente.

Imagem de uma mulher de óculos usando um celular.

Quais as principais funcionalidades do Android mais recente?

Novo design

Uma das principais características do Android 12 está relacionada ao visual da interface. Aqui, o Google deu uma grande repaginada no estilo e implementou o recurso “tema dinâmico”, desenvolvido por meio de uma linguagem de design chamada “Material You”.

Nessa função, à medida que você troca o papel de parede do sistema, as cores mais predominantes passam a integrar, também, outros recursos do aparelho — como os ícones de aplicativos nativos e os itens do menu de configurações.

Além disso, no Android mais recente, é possível perceber alterações no modo como os itens são apresentados na tela, conseguindo entregar uma apresentação de conteúdo mais aprimorada — voltada à exibição de mais informações — sem interferir muito na personalização do usuário.

Vários widgets tornaram-se dinâmicos para oferecer uma experiência mais otimizada das funções, como o relógio mudando de tamanho para se adequar às informações na tela, a agenda que se adapta para que as anotações não fiquem escondidas ou espremidas, e vários outros recursos que permitem que o usuário os acesse com poucos toques.

Imagem de um homem sorrindo olhando a tela do celular.

Barra de notificações e configurações personalizadas

O Google sempre procurou manter uma boa otimização da barra de notificações dos aplicativos instalados no smartphone, fazendo com que as informações pudessem ser apresentadas da maneira mais clara possível quando o usuário acessasse esse recurso.

E, apesar de ter passado por uma reforma visual, a ferramenta se mantém presente. O aprimoramento fica por conta da distinção de aparência e cores dos balões, que se adequam ao aplicativo que gerou a notificação, para que a visualização fique mais fácil. Assim, o usuário não fica perdido diante de inúmeras notificações se aglomerando na barra.

O mesmo acontece com a barra de configurações rápidas, que deu mais destaque para gadgets que são utilizados de maneira mais frequente pelos usuários, como:

  • Lanterna;

  • Wi-Fi;

  • Bluetooth;

  • Ativação do tema escuro. 

Dois novos recursos foram adicionados como destaque na barra de configurações, que são o Google Home — o qual você utiliza para controlar outros dispositivos inteligentes que estejam na mesma rede que seu celular — e o Google Pay, que facilita os pagamentos por aproximação.

Porém, se você não utiliza algum desses recursos, não se preocupe, pois é possível personalizá-los à sua maneira, para que possa acessar os recursos mais utilizados com poucos toques na tela.

Otimização das animações

O Google promete entregar animações mais vívidas enquanto o usuário navega pelos recursos do Android mais recente, fazendo com que as transições entre um aplicativo e outro e o acesso às funções do sistema proporcionem mais fluidez ao tocar na tela.

Porém, para que esse processo não se torne muito pesado — fazendo com que o hardware fique sobrecarregado e apresente lentidão —, a empresa trabalhou para minimizar o consumo de recursos do sistema operacional e conseguiu reduzir em 22% o tempo de processamento dessas informações durante a renderização das transições.

Imagem de um senhor usando um celular com um cachorro no colo.

Mais segurança e privacidade

Um recurso muito importante foi adicionado ao Android 12, referente à segurança e privacidade do usuário. A partir de agora, todo aplicativo que acessar sua câmera, microfone ou localização, você será alertado na barra de notificações.

Além disso, na barra de configurações rápidas, é possível acessar um atalho para bloquear ou não o acesso à câmera e microfone de todos os apps, independentemente das permissões estabelecidas aos aplicativos individualmente. 

Para que o usuário possa ter um controle mais eficiente de suas permissões, foi criado o “Painel de Privacidade”, no qual você pode acompanhar quais aplicativos estão acessando informações pessoais nas últimas 24h, permitindo que você cancele essas permissões caso sinta que sua privacidade está sendo invadida.

Também será possível determinar o tipo de localização que você deseja fornecer aos aplicativos, podendo ser exata ou aproximada. Isso pode ajudar a restringir essa informação a apps que não necessitam de uma localização exata para exibir suas informações, como o gadget de clima e tempo.

Para que tudo isso seja possível, o Google utilizou no Android mais recente, um mecanismo chamado “Android Private Compute Core'', que garante mais privacidade no tratamento e transferência de dados.

Leia Mais:

Aprimoramento do Google Assistant

Foram feitas melhorias no Google Assistant, com a ideia de aprimorar a interação com aplicativos de terceiros, permitindo que o usuário possa realizar diversos comandos utilizando a inteligência artificial — como realizar um pedido em um app de delivery ou acionar a reprodução de arquivos de mídia.

Imagem de uma mulher usando um celular.

Melhorias para jogos

Quem curte games na versão mobile, sabe que, com os diversos investimentos nessa área e jogos cada vez mais pesados, às vezes, é necessário esperar horas para que o download seja concluído e você possa começar a jogar. 

Pensando nisso, o Google aplicou um recurso que permite que o usuário reproduza o jogo, à medida que o download está sendo feito, além de criar um painel de ferramentas que ajuda a melhorar a performance dos jogos.

Leia Mais:

Economia de energia

Não só pensando na segurança do sistema, mas também na economia de energia do aparelho, a empresa implantou um recurso de hibernação

Essa solução permite que aplicativos pouco usados sejam desativados automaticamente, fazendo com que o consumo de bateria e a proteção às suas informações sejam otimizadas.

Quais celulares têm o Android 12?

Atualmente, está disponível para download apenas a versão de testes do Android 12. Ela pode ser instalada nos aparelhos da linha Pixel, fabricados pelo próprio Google, e alguns aparelhos de outros fabricantes. Os modelos que aceitam a atualização, são:

  • Pixel 3, 3XL, 3a, 3aXL; 

  • Pixel 4, 4XL, 4a, 4a (5G);

  • Pixel 5;

  • Asus Zenfone 8;

  • OnePlus 9, OnePlus 9 Pro;

  • Oppo Find X3 Pro;

  • Realme GT;

  • Sharp AQUOS Sense5G;

  • Tecno Camon 17;

  • TCL 20 Pro 5G;

  • Vivo iQOO 7 Legend;

  • Xiaomi Mi 11, Mi 11 Ultra, Mi 11i, Mi 11X Pro;

  • ZTE Axon 30 Ultra 5G.

Quanto à versão oficial, a medida em que as empresas vão adaptando os modelos de aparelhos que receberão a atualização para o Android mais recente, as informações vão sendo repassadas aos usuários. 

Apesar de ainda não haver uma confirmação oficial por parte de todas as principais fabricantes de smartphones, alguns modelos que devem receber a atualização, são:

Samsung

Imagem de um smartphone Samsung.

Xiaomi

Imagem de um smartphone Xiaomi
  • Mi 10, 10 Pro, 10T, 10T Pro, 10T Lite;

  • Mi 11, 11 Lite, 11 Ultra, 11I, 11X;

  • Mi Note 10, Note 10 Pro, Note 10 Lite;

  • Poco C3, F2 Pro, M2, M2 Pro, M3, X2, X3, X3 Pro;

  • Redmi 9, 9A, 9C, 9T, K30, K30 Pro;

  • Redmi Note 9, 9T, 10, 10 5G, 10 Pro, 10 Pro e 10S.

Lenovo/Motorola

Imagem de um smartphone Lenovo.

LG

Imagem de um smartphone LG.
  • G8;

  • Q31, Q52, Q92 5G;

  • V50, V50S;

  • Velvet 5G, Velvet 4G;

  • Wing.

Asus

  • ROG Phone 3, ROG Phone 5;

  • ZenFone 7, 7 Pro, 8, 8 Flip.

Nokia

Imagem de um smartphone Nokia.
  • 8.3 5G, 5.4, 5.3, 1.3, 2.4, 3.4;

  • G10, G20;

  • X10, X20.

Sony

  • Xperia 1 I, 1 III;

  • Xperia 5 II, 5 III;

  • Xperia 10 II, 10 III;

  • Xperia Pro.

Como faço para atualizar com a versão Android mais recente?

Caso esteja na dúvida se o seu aparelho tem suporte à atualização do Android mais recente, o melhor a se fazer é conferir a versão do seu sistema operacional e confirmar a informação. Para isso, execute os comandos a seguir:

  1. No menu do aparelho, acesse a opção “Configurações”;

  2. Clique em “Sobre o Aparelho”;

  3. Encontre a opção “Versão do Android”.

Porém, se você tem um modelo de smartphone presente na lista dos que terão suporte ao Android mais recente, pode aguardar pela notificação que deverá aparecer no seu aparelho, avisando que a atualização já está disponível.

Caso você não receba essa mensagem, a instalação deverá ser feita manualmente. Para isso, siga o passo a passo:

  1. Acesse o menu do aparelho;

  2. Clique em “Configurações”;

  3. Procure pela opção de “Atualização do Sistema”;

  4. Aguarde pela verificação;

  5. Faça o download da versão de Android mais recente;

  6. Aguarde a conclusão da instalação.

Se você está pensando em adquirir um smartphone novo e que muito em breve será atualizado para o Android 12, vale a pena conferir as opções disponíveis na Loja Vivo. Lá, você irá encontrar diversos aparelhos compatíveis com o Android mais recentes com excelentes preços. Basta escolher o seu preferido e aproveitar.

Qualquer celular roda o novo Android?

Devido às configurações de hardware de alguns aparelhos, eles não suportam atualizações a partir de determinadas versões — por serem muito pesadas ou até mesmo por não contarem com componentes capazes de processar as novas informações.

Portanto, para saber se o seu aparelho terá suporte ao Android 12, o ideal é ficar de olho nas notas publicadas frequentemente pela fabricante do seu smartphone, no seu site oficial.  Lá, eles apresentam os novos recursos que serão implementados e os modelos que serão contemplados.

Agora que você já está por dentro dos recursos inovadores do Android mais recente, basta aguardar pelas novas atualizações, para que você possa aproveitar ao máximo os recursos disponibilizados para os usuários.

Até a próxima!

LEIA MAIS: