Ter um bichinho de estimação é tudo de bom. Você pode brincar com eles, levar para passear, além de dar e receber muito carinho, não é mesmo? Porém, muitas vezes, a situação se complica na hora de fazer uma viagem. 

Tem pessoas que preferem deixar o pet aos cuidados de algum familiar, amigo ou em hotéis para pets. O problema é que pagar diárias em um local especializado pode ser caro e nem sempre encontramos alguém disposto a ficar com o animal. 

Além disso, só de pensar em ficar dias separado do pet é de partir o coração, não é mesmo? Então, se você é do time que gosta de viajar com cachorro ou com outros pets, saiba que é preciso planejamento e alguns cuidados. 

Abaixo, vamos explicar o que precisa ser feito na hora de planejar uma viagem com o seu pet. Vamos lá?

O que preciso para viajar com cachorro?

O planejamento de uma viagem se torna mais detalhado para quem tem algum animal de estimação, mas contar com a companhia do seu pet em uma aventura de férias pode ser descomplicado e extremamente prazeroso.

Para isso, basta seguir algumas dicas essenciais antes de viajar. Veja:

  • Primeiro, é preciso verificar se o hotel ou a pousada selecionada para passar as férias possui uma política pet friendly, com áreas abertas para o animal brincar e explorar sempre que preciso. Afinal, não vale tirar o bichinho de casa se ele também não puder aproveitar. Alguns locais oferecem até serviços de pet shop e pet sitter;

  • O segundo passo é atualizar a carteira de vacinação do pet e providenciar um atestado de saúde com assinatura do médico veterinário responsável. Assim, a entrada do bichinho em qualquer ambiente, mesmo que pet friendly, não será negada;

  • O terceiro passo é estar atento ao modo adequado de transporte do pet. Para isso, é necessário escolher a melhor bolsa ou caixa para que o animal se sinta confortável durante a viagem.

Se o produto for novo, é importante fazer com que ele se acostume com o espaço antes de ser colocado nele durante muito tempo. Assim, vale levá-lo ao pet shop ou para um passeio na cidade, dando recompensas sempre que ele permanecer na bolsa/caixa quietinho.

Além da caixa de transporte, é interessante que o tutor organize na mala um espaço para os acessórios para passeio do pet: 

Se o pet estiver hospedado em um ambiente pela primeira vez, é normal que não tenha um lugar certo para fazer cocô ou xixi. Nesse caso, vale levar um tapete ou caixa higiênica para evitar qualquer surpresa desagradável no quarto.

É muito comum que os tutores que adquiriram ou adotaram um pet durante a pandemia não tenham pensado em sua identificação. Contudo, se a intenção é viajar com o cachorro, por exemplo, uma plaquinha com o nome do pet e o telefone do responsável é essencial caso ele se perca.

Imagem de cachorro no avião Imagem de cachorro no avião

Como levar o pet no avião?

Para os que desejam levar os pets em uma viagem de avião, os cuidados devem ser redobrados. Em média, a regra é que o animal só pode acompanhar o tutor na cabine se estiver com até 8 kg. Para os mais pesados, o transporte só é permitido como bagagem, respeitado o limite de até 75 kg por pet.

Apesar de algumas regras serem padronizadas para todas as companhias aéreas, as empresas podem adotar exigências específicas. Por exemplo, algumas companhias não aceitam animais agressivos ou de raças braquicefálicas (de focinho curto). 

Por isso, é preciso verificar com a empresa escolhida quais as regras vigentes para transporte de pets, montar um checklist e verificar se realmente será possível transportar o animal de estimação.

Outra dica essencial para garantir um check-in tranquilo é fazer a reserva do pet com antecedência, pois a maioria das companhias aéreas possui um número limite de animais em cada voo.

Como de praxe, é necessário verificar se a carteira de vacinação do animal está atualizada e, principalmente, se todas as vacinas presentes nela correspondem às exigidas no local de destino.

Para voos internacionais, além do atestado veterinário e do comprovante de vacinação, o tutor deve portar o Certificado Zoosanitário Internacional (CZI), documento emitido pelo serviço sanitário do país de origem, ou procedência do animal. Alguns países como Reino Unido ou Suíça exigem também um microchip no bichinho.

Dá para levar o pet no ônibus?

Antes de preparar o pet para uma viagem de ônibus, é preciso verificar as normas da companhia utilizada e do local de destino. Algumas empresas cobram uma passagem extra pelo animal, enquanto outras o incluem no valor do tíquete do tutor.

No geral, para viajar com cachorro de ônibus, o dono precisa portar somente um atestado que comprove as boas condições de saúde do animal, emitido em, no máximo, 15 dias antes da viagem.

Também vale lembrar que cada ônibus pode levar, no máximo, dois animais por viagem. Além disso, somente são permitidos animais de pequeno porte com, no máximo, 10 kg.

Imagem de carro de viagem Imagem de carro de viagem

Como levar o cachorro de carro?

Se a viagem for de carro, é importante realizar paradas a cada duas horas, no mínimo, para que o pet possa explorar e até fazer necessidades se estiver com vontade. Não é recomendado alimentar o animal durante as paradas, pois ele pode enjoar no restante da viagem.

O pet não pode viajar solto no veículo em hipótese alguma. Além de colocar a vida do animal em risco, o dono pode sofrer penalidade de multa e levar até quatro pontos na carteira de motorista. 

Para evitar problemas, deve-se investir em uma forma de transporte segura, como caixas de transporte envoltas em cinto de segurança. 

Quais produtos ajudam na viagem com meu pet?

Alguns produtos podem ajudar bastante na viagem com o seu pet. Veja, abaixo, algumas opções de acessórios disponíveis na Loja Vivo.

Assento para pets

= =

É possível encontrar diversos modelos de acessórios de transporte para pets. Para os mais práticos, é aconselhada a caixa de transporte comum, que possibilita uma melhor mobilidade para o animal. 

Para os que gostam de interagir com o bichinho durante a viagem sem perder a segurança, o mais recomendado é o assento para carros que delimita o espaço do pet, mas o deixa confortável para observar tudo à sua volta.

Brinquedos

As melhores opções de brinquedos para pets são aquelas que conseguem distraí-los por mais tempo. 

Para quem vai viajar com cachorros, o clássico ossinho é infalível. É possível encontrar no mercado opções variadas, como ossos de nylon ou até mesmo bambu

Para os gatos, brinquedos com fibras e penas são ideais para garantir a diversão, como esses ratinhos.

Comedouros e bebedouros

Outro produto que não pode faltar é o comedouro e bebedouro do pet. As opções duplas se tornam ainda mais práticas nas viagens. 

Para os mais arrojados, o bebedouro de alumínio automático permite que o animal beba água direto de qualquer torneira.

Câmeras

Imagem de câmeras de segurança Imagem de câmeras de segurança

Se o pet precisar ficar no quarto do hotel durante alguma programação do tutor, ainda é possível monitorá-lo de longe com uma câmera robô. Essa é a melhor maneira de garantir que está tudo bem com o bichinho e aproveitar a viagem despreocupado.

Na página Vivo Pets você encontra esses e diversos outros produtos e benefícios para viajar com cachorro e aproveitar com o seu melhor amigo.

Como ficar conectado na viagem?

Mesmo quando o pet precisa ficar no hotel, é preciso garantir-lhe uma boa assistência. Por isso, a internet também é um item indispensável para se colocar na mala.

Se a viagem for internacional, com o Vivo Travel é possível utilizar a internet e fazer ligações internacionais sem precisar se preocupar em comprar um novo chip no exterior.

Para os clientes de planos pós-pagos, o Vivo Travel oferece pacotes diários que incluem navegação na internet, minutos em ligações de voz e SMS. 

O melhor de tudo é que quem já possui os planos Vivo Pós-Pago Família tem diárias Vivo Travel incluídas no próprio pacote, sem nenhum custo adicional.

Os clientes dos planos Vivo Pré, Easy e Controle também podem utilizar os benefícios do Vivo Travel. A única diferença é que, para esses, as cobranças são avulsas, e não no próprio pacote.

E aí, gostou das nossas dicas? Viajar com cachorro ou outros pets nunca foi tão fácil, não é mesmo? Prepare sua mala, seu animal de estimação, sua internet e boa viagem! 

Leia mais: