Sabe quantas pessoas estão conectadas hoje no mundo? São 4,6 bilhões, segundo o estudo Digital 2021. Somente no Brasil há mais de 150 milhões, o equivalente a 71% de toda a população. Muita coisa, né? Passamos, em média, mais de nove horas por dia ligados na internet (estamos em terceiro lugar no ranking mundial, atrás apenas das Filipinas e da África do Sul). Ou seja, nossos olhos estão cada vez mais voltados para elas, as telas.

O acesso acontece a partir de diferentes dispositivos: celular (31,3%), computadores (68,1%) e tablets (0,5%), entre outros gadgets (0,07%). Muitas vezes, a mesma pessoa usa mais de um para fazer as suas atividades do dia a dia. E esse hábito tem um nome: multi-device. Você sabe o que é? Contamos a seguir.

Imagem de vários aparelhos eletrônicos como notebook, celular e tablet sobre uma mesa.

O que é multi-device?

Estamos cada vez mais conectados à internet, seja para trabalhar, estudar e socializar. Aliás, por conta das restrições impostas pela pandemia, passamos a consumir um volume maior de conteúdo online e a falar com as pessoas por meio de videoconferências. Ou seja, mais tempo olhando para as telas.

O fato de fazer tudo isso online acaba nos fazendo usar diferentes dispositivos para tornar a experiência mais agradável. Por exemplo: é interessante usar o celular para entrar nas redes sociais, mas fica melhor ver conteúdos de streaming pelo computador. 

Já a leitura de livros costuma ser mais proveitosa pelo tablets ou outros dispositivos semelhantes. Isso é multi-device.

Por que ser multi-device?

A resposta é simples: para ter uma experiência melhor em cada atividade que fazemos. Ler um livro pelo celular, por exemplo, pode não ser a melhor ideia. Além de ter uma tela menor, a luminosidade pode atrapalhar. Daí a importância de ajustar a escolha dos equipamentos.

Celular

Imagem de uma mulher deitada no tapete com as pernas no sofá, usando um celular.

O estudo Digital 2020 mostrou que existem 143 milhões de usuários conectados pelo celular. Em relação ao número de dispositivos, são 230 milhões. Ou seja, há mais aparelhos do que a própria população.

Como reúne uma série de funcionalidades, o telefone móvel passou a ser um "faz-tudo" em nossas vidas. Ele nos permite tirar fotos, jogar, mandar arquivos, ler notícias, conversar por vídeo, organizar nossas agendas, realizar transações bancárias e ver diferentes conteúdos. Tudo na palma da mão.

Tablet

Imagem de uma mulher e uma criança olhando para a tela de um tablet.

Já o tablet costuma ser usado com mais frequência por dois públicos: crianças e pessoas mais velhas, justamente por conta do tamanho da tela. Assim, fica mais fácil realizar atividades como ler, ver séries, filmes e jogar.

Muitos permitem controlar a intensidade da luminosidade, o que deixa a experiência mais confortável, principalmente para os livros. Outra vantagem do dispositivo é a possibilidade de acoplar um teclado. O resultado? Um gadget muito mais fácil de carregar pra lá e pra cá, porém com o conforto de ter uma tela maior.

Computadores

Imagem de um homem estudando no notebook.

Mais pessoas trabalhando em casa e a necessidade de fazer aulas online durante a pandemia fizeram crescer o volume de vendas de computadores. Um estudo feito pela IDC Brasil mostrou que o aumento foi de 19% somente no primeiro semestre de 2021.

Ambas as atividades exigem um dispositivo mais estável, que possa ser apoiado sobre a mesa ou um local plano. Imagine ter que ficar segurando o celular por horas e horas para assistir a todas as aulas. Impossível! Por isso, os notebooks são os mais recomendados.

O bom é que é possível utilizá-los também nas horas de diversão, já que costumam ter telas maiores.

Na tela da TV

Outro dispositivo que viu seu uso crescer durante a pandemia foi a Smart TV. A possibilidade de ver conteúdos disponíveis na internet, só que com o conforto de uma tela grande e estável, é o que mais atrai o público.

Uma pesquisa realizada pela Kantar IBOPE Media mostrou que 58% dos usuários de internet assistiram mais vídeos e TV online por meio de serviços pagos de streaming. O tempo que passaram em frente à tela aumentou: foram 37 minutos a mais por dia durante os meses de isolamento social.

Cada pessoa passou, em média, 1h49 consumindo conteúdos de streaming por dia. Deu tempo suficiente para colocar todas as séries em dia, né?

Como otimizar o uso das telas

Dá para aproveitar o melhor de cada dispositivo, sabia? É isso o que te contamos a seguir.

  • Luminosidade: a maior parte dos dispositivos permite ajustar a luminosidade da tela. Fique de olho nisso. Luz em excesso pode prejudicar os olhos.
  • Telas maiores: quando há muita informação no conteúdo que você está consumindo, como filmes com legendas ou livros, dê preferência a telas maiores. É melhor não forçar a leitura, o que pode ser prejudicial à saúde.

  • Espelhar o celular na TV: é uma boa ideia para ter uma experiência mais completa, principalmente em se tratando de séries ou filmes. Aí, você vai precisar de um dispositivo específico, como Apple TV e Chromecast.

  • Dois em um: notebooks com touch screen são boas opções para quem está na dúvida entre computadores e tablets. Ou para aqueles que usam o dispositivo para jogar, por exemplo, e trabalhar. Aproveite essa versatilidade!

  • Equilíbrio é tudo: a internet traz muitos benefícios para o nosso dia a dia. Mas também é importante ter momentos off-line. É isso mesmo! Fará um bem enorme desconectar de tudo por alguns minutos, ler um livro ou simplesmente descansar. Esses respiros são fundamentais para a nossa saúde mental.

Muitas telas pedem por ela: internet de qualidade

Independentemente do dispositivo, se a internet disponível for ruim, certamente a experiência não será a mesma. Imagine ver um filme que trava a cada minuto. Não dá, né? Por isso, é importante contratar um plano que permita realizar todas as atividades tranquilamente, sem interrupções.

Os planos de internet banda larga Vivo Fibra, por exemplo, são a estabilidade que você precisa para curtir conteúdos especiais, falar com os amigos, estudar ou trabalhar.

Com o plano 200 Mega, você garante downloads de até 200 MB por segundo e upload de até 100 MB. Para quem precisa de ainda mais potência, o plano 300 Mega traz download de até 300 MB por segundo e 150 MB de upload. Demais, não é?

A Vivo ainda conta com outras facilidades, como o app Smart Wi-Fi. Com ele, você pode: 

  • Mudar a senha do seu Wi-Fi;

  • Gerenciar os dispositivos conectados;

  • Fazer o teste de velocidade da sua rede;

  • Escolher quais dispositivos rodam em cada banda;

  • Excluir dispositivos que você não reconhece e estejam usando a sua internet.

Assim fica muito mais fácil ser multi-device e usar várias telas!

Vivo guru

Na tela da TV

Concluindo

Imagem de uma mulher trabalhando em um notebook.

Estamos muito tempo em frente às telas, seja para trabalhar, estudar, ver conteúdos ou conversar com amigos e família. A tendência é que esse uso mais intenso dos dispositivos se mantenha, afinal, é um hábito que já faz parte das nossas vidas.

Por isso, é importante usar a tela certa para cada atividade (a escolha depende de diversos fatores, como tamanho, luminosidade e facilidade de uso). Dessa forma, você não prejudica a saúde e ainda tem uma experiência mais completa e satisfatória.

Lembre-se de que na Loja da Vivo há opções de dispositivos para todos os momentos do dia!

Até a próxima.

 

Ver Também: