A qualidade das animações dos estúdios Pixar é ímpar. Mais do que nos números de bilheteria que comprovam o sucesso dos filmes lançados pela marca, os prêmios chancelam as produções. 

Tudo começou com a franquia de Toy Story, que inaugurou a produção de longas da Pixar, e daí em diante foi um lançamento premiado atrás do outro. 

Agora em junho chegou mais uma produção que fez jus à boa fama da Pixar. “LUCA” foi lançado diretamente no Disney+

Se animou e quer aproveitar para mergulhar nesse universo colorido, divertido e sempre muito emocionante? Listamos aqui os melhores filmes da Pixar para assistir no streaming da Disney. Vamos lá?

Melhores filmes da Pixar

Imagem do filme "Luca".

LUCA

A nova animação original da Pixar é linda, tanto pelas paisagens da Riviera Italiana em que se passa quanto pela história de amizade que a trama desenvolve. 

O filme conta sobre a infância de uma criança e um verão inesquecível compartilhado com seu melhor amigo. Mas há um segredo por trás das aventuras que pode ameaçar toda a diversão: Luca e Alberto são monstros marinhos. 

O longa tem direção de Enrico Casarosa, que também dirigiu  o indicado ao Oscar “La Luna”, e que faz parte do conselho consultivo de criação sênior dos estúdios Pixar. 

O roteiro é assinado por Mike Jones (de Soul, com trabalhos em Toy Story 4, Os Incríveis e outros) e Jesse Andrews. 

A estreia ocorreu exclusivamente no Disney+, diretamente no catálogo e sem taxas. 

Assista o trailer aqui

Soul

A animação lançada em dezembro de 2020 diretamente no Disney+ foi um sucesso. O filme emocionante não envolveu apenas crianças, mas tocou pessoas de todas as faixas etárias. 

A história de Joe, um músico frustrado que mesmo depois de morrer não desiste de realizar seu sonho, é pano de fundo para assuntos complexos e necessários, tratados com leveza e humor. E aqui mais um ponto importante: Joe é o primeiro protagonista negro da Pixar.

Soul é dirigido por Pete Docter (de Divertida Mente e Monstros S.A.) e Kemp Powers, com roteiro assinado por eles e também por Mike Jones (de Soul, com trabalhos em Toy Story 4, Os Incríveis e outros). 

Este ano, ganhou o Oscar de “Melhor Filme de Animação” e “Melhor Trilha Sonora Original”.

Imagem do filme "Dois Irmãos - Uma Jornada Fantástica".

Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica

O subúrbio de um mundo fantástico é o cenário dessa animação da Pixar, lançada em março do ano passado. 

A dupla de elfos adolescentes têm uma missão extraordinária para cumprir e descobrir se a magia ainda existe. 

O roteiro traz questionamentos sobre a capacidade de usarmos ou não a magia e nos conectarmos conosco. 

O longa é dirigido por Dan Scanlon e produzido por Kori Rae, ambos estavam por trás de “Universidade Monstros”. 

O filme foi exibido no 70o Festival Internacional de Cinema de Berlim, em fevereiro de 2020.

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Viva -  A vida é uma festa".

Viva – a Vida é uma Festa

Apesar do nome, o filme musical trata mesmo é sobre a morte. Mas de maneira suave, com muita música e cuidado. 

A narrativa envolve Miguel, de 12 anos, que sonha em ser músico, mas não tem a aprovação da família. 

Ele então é confrontado com a morte, com seus antepassados que ressurgem no Dia dos Mortos como esqueletos, trazendo à tona a cultura mexicana com delicadeza e alegria. 

A animação, lançada no Brasil em 2018, tem direção de Lee Unkrich e Adrian Molina. 

Recebeu duas indicações ao Globo de Ouro em 2018, ganhando na categoria “Melhor Filme de Animação”, e duas indicações ao Oscar, levando a estatueta em ambas: “Melhor Filme de Animação” e “Melhor Canção Original” pela música“Remember Me”.  

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Toy Story".

Toy Story

O primeiro longa-metragem de animação em computação gráfica da história foi produzido pela Pixar em 1995. 

Na história dos brinquedos que ganham vida quando os humanos não estão por perto, o xerife Woody e o patrulheiro espacial Buzz Lightyear vivem uma amizade intensa e fiel que permeia os quatro filmes de Toy Story produzidos ao longo desses anos. 

Vale a pena assistir às quatro animações lançadas nos anos de 1995, 1999, 2010 e 2019, todas com as tramas amarradas. 

O terceiro longa da franquia é a segunda maior bilheteria de cinema na categoria filme animado e recebeu dois prêmios do Oscar: “Melhor Animação” e “Melhor Canção Original”. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Divertidamente".

Divertida Mente

A história mesmo se passa dentro do cérebro de Riley, uma garotinha de 11 anos. Por lá, vivem emoções Alegria, Medo, Raiva, Nojinho e Tristeza. 

Mas uma confusão faz com que a Alegria e a Tristeza saiam da sala de controle, mudando a vida da menina. 

Além de ajudar as crianças a nomearem seus sentimentos, os conceitos abstratos do filme tratam de questões profundas e trabalham simbolismos de uma forma envolvente. 

Escrito a seis mãos (assinam Pete Docter, Meg LeFauve, Josh Cooley), o longa foi exibido no Festival de Cannes em maio de 2015, arrancou aplausos intermináveis e levou ao Oscar de “Melhor Filme de Animação” em 2016. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Monstros S.A."

Monstros S.A.

Na maior fábrica de sustos que existe trabalham James P. Sullivan e seu assistente, Mike Wazowski. 

A missão dos monstros é assustar as crianças, cujos berros produzem energia para a cidade. Mas tudo muda quando a dupla assustadora visita o mundo dos humanos e conhece Boo, uma garotinha adorável que acaba se infiltrando no universo deles. 

O filme de 2001 tem direção de Pete Docter (de Divertida Mente e Soul) e foi vencedor do Oscar de “Melhor Canção Original”, com “If I Didn’t Have You”. 

Em 2012, teve um relançamento em 3D nos cinemas. E, em 2013, o filme se transformou em franquia com o lançamento de outro longa: "Universidade Monstros". Agora, em 2021, a saga ganha a série “Monsters at Work” que chegou ao Disney+ em julho. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Os Incríveis".

Os Incríveis

No primeiro longa, de 2004, um casal de super-heróis passa a levar uma vida normal, escondendo seus poderes depois que Roberto Pêra, o sr. Incrível, é condenado pela Justiça. 

Só que, 15 anos depois, ele está cheio de tédio e quer retomar a vida herói, saindo em uma aventura com uma missão secreta. 

Já no segundo filme da franquia, lançado em 2018, Helena é chamada a atuar novamente como Mulher-Elástica e o sr. Incrível vai cuidar das crianças, descobrindo que o bebê também tem superpoderes.

Brad Bird dirige as duas animações da franquia, que não tem previsão de lançar uma terceira animação. 

A primeira foi indicada a quatro Oscars, levando “Melhor Filme de Animação” e “Melhor Edição de Som”. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Up - Altas Aventuras".

Up – Altas Aventuras

A animação da Pixar, lançada em 2009, mostra as aventuras do idoso viúvo Carl Fredricksen, um vendedor de balões que vai perder a casa em que mora para um empresário que deseja construir um edifício.

Após um incidente, ele é forçado a ir para um asilo, mas, para evitar isso, enche milhares de balões em casa, fazendo com que ele levante voo. Só que o idoso não esperava que o garotinho Russell, de oito anos, embarcasse com ele. 

Mais um longa dirigido por Pete Docter, obteve a quarta maior bilheteria da Pixar e recebeu indicações a cinco Oscars, ficando com as estatuetas de “Melhor Filme de Animação” e “Melhor Trilha Sonora”, em 2010. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Wall-E".

Wall-E

Fugindo do padrão de cinema de animação comercial dos últimos tempos, a animação lançada em 2008 é graciosa, inusitada e com poucos diálogos. 

A história mostra que após deixar a Terra entulhada de lixo e a atmosfera poluída, a humanidade vai viver em uma nave após abandonar o planeta. 

Ficam por lá alguns robôs, encarregados de limpar toda essa bagunça. 

Wall-E é o último deles, até que surge uma nave com um novo e moderno robô. É Eva, por quem Wall-E logo se apaixona. 

Com direção de Andrew Stanton, o filme da Pixar venceu o Oscar 2009 de “Melhor Filme de Animação”, mas também foi indicado nas categorias “Melhor Roteiro Original”, “Melhor Trilha Sonora”, “Melhor Canção Original”, “Melhor Edição de Som” e “Melhor Mixagem de Som”.

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Procurando Nemo".

Procurando Nemo

Uma franquia bem-sucedida produzida pela Pixar começou com “Procurando Nemo” em 2003 e foi seguida por “Procurando Dory”, em 2016, ambos produzidos por Andrew Stanton.

A vida no fundo do mar é divertida e cheia de perigos vividos pelo peixe-palhaço Nemo, seu pai superprotetor e a cirurgiã-patela Dory. 

O primeiro filme recebeu o Oscar de “Melhor Animação” e foi sucesso de bilheteria, além de conquistar o feito de ser o título com mais DVDs vendidos em todos os tempos. 

Assista ao trailer aqui

Imagem do filme "Ratatouille".

Ratatouille

Um ratinho que sonha se tornar um chef francês, mas que é expulso de todas as cozinhas pelo fato de ser um rato. 

Mas Remy é tão obcecado com essa ideia que consegue convencer um ajudante atrapalhado de um famoso restaurante a fazer uma parceria com ele. Escondido sob o chapéu de Linguini, ele passa todas as coordenadas na cozinha. 

Mais uma animação sob direção de Brad Bird, premiada com o Oscar de “Melhor Animação” e com a indicação em outras quatro categorias (Melhor Trilha Sonora, Melhor Edição de Som, Melhor Mixagem de Som e Melhor Roteiro Original). Lançado em 2007. 

Assista ao trailer aqui

Os melhores filmes Pixar estão disponíveis no streaming Disney+. Tem diversão para a família inteira assistir juntinha. 

Você pode assinar e ativar o Disney+ no seu plano Vivo. Seja com Vivo Fibra ou Vivo Selfie, a assinatura é uma grande vantagem. 

Além disso, é possível assinar o app Disney+ na Vivo AppStore – e clientes Vivo têm benefícios exclusivos.

Aproveite o que o streaming e a Vivo oferecem de melhor.

Bom divertimento e até a próxima!

LEIA MAIS: