Para muita gente, falar de cinema é citar majoritariamente os filmes norte-americanos. Claro que o cinema europeu e de outras partes do mundo também tem seus fãs, mas a realidade é que as telonas brasileiras vêm sendo mais preenchidas com produções vindas dos Estados Unidos. Entretanto, a recente produção asiática começou a mudar essa história.

Essa movimentação tornou-se bem visível com “Parasita”, longa-metragem sul-coreano que levou o Oscar de melhor filme em 2020, além das estatuetas de diretor, roteiro original e filme estrangeiro. Será o começo de uma nova era na história do cinema mundial?

Ainda é cedo para afirmar isso, mas o fato é que "Parasita" levou os olhares dos espectadores para longas-metragens e séries produzidos do outro lado do planeta.

Quer conhecer essa criação mais de perto? Nada mais fácil. 

Prepare a pipoca e acompanhe a lista com 21 filmes asiáticos que você pode conferir pelas principais plataformas de streaming.

Imagem de mulher vendo filme Imagem de mulher vendo filme

Quais as características do cinema asiático?

Antes de apresentarmos sugestões de filmes asiáticos, é bom termos em mente que a Ásia é muito grande, assim como sua criação cinematográfica. Então, neste artigo, vamos nos ater às produções da região leste do continente.

Isso porque os filmes oriundos da parte oeste estão incluídos no cinema do Oriente Médio. Já os longas produzidos no norte da Ásia acabam sendo classificados como filmes europeus, pois são áreas de influência russa. E temos ainda o sul do continente, representado pela Índia e os famosos filmes de Bollywood.

Vamos, então, tratar mais especificamente da criação de países do leste asiático: Coreia do Sul, China, Japão, Hong Kong e Taiwan. 

Do Japão, não há como deixar de citar o anime, as séries de Godzilla e os filmes do diretor Akira Kurosawa. As produções japonesas também são destaques para quem quer assistir doramas, séries de TV asiáticas. Enquanto isso, na China, muitas obras se voltam para o gênero de ação, especialmente de lutas e artes marciais. 

Esses dois países ainda são os mais lembrados quando falamos em produções dessa parte do mundo. Mas a verdade é que existe muito mais a se ver.

E o cinema da Coreia do Sul?

Filmes e séries sul-coreanos vêm conquistando o público em todo o mundo, então é interessante entender a trajetória do cinema naquele país. Um ponto que merece atenção é a influência da história local sobre sua criação cinematográfica.

Estamos falando de um povo que enfrentou a ocupação japonesa, a Guerra da Coreia e a dominação de um governo militar. Tudo isso impactou na produção cinematográfica local.

Na década de 1950, após o fim da Guerra da Coreia, o país apostou no incentivo ao cinema, isentando a tributação para as produções e reduzindo as restrições temáticas. Na época, muitos longas se voltavam para enredos sobre a libertação da ocupação japonesa no país.

Mas os bons tempos duraram pouco, pois, em 1961, instaurou-se um regime militar na Coreia do Sul. A censura atrapalhou as produtoras e criou uma política de cotas para filmes importados e exportados. Somente na década de 1980 é que o cinema do país recuperou sua autonomia e começou a se destacar de novo, inclusive internacionalmente.

A partir dos anos 1990, as produtoras puderam contar com orçamentos maiores e começaram parcerias com outros países, permitindo o boom da indústria.

Em 1999, o filme “Shiri: Missão Terrorista” bateu recorde de bilheteria, dando início à onda de sucesso sul-coreana no cinema. Não é à toa que a indústria cinematográfica de lá figura entre as três maiores do mundo, ao lado de Hollywood, nos Estados Unidos, e Bollywood, na Índia.

O que é o movimento Asia Rising?

Foto de um globo terrestre focando na Ásia Foto de um globo terrestre focando na Ásia

Asia Rising é o nome dado ao crescimento das produções da Ásia para o mundo. Nesse texto, focamos em cinema, mas você deve se lembrar do sucesso musical "Gangnam Style”, do rapper sul-coreano Psy. Seu clipe foi o primeiro vídeo no YouTube a atingir 1 bilhão de visualizações. Alguns anos mais tarde, "Baby Shark", outra canção do mesmo país, bateu o recorde e chegou a 10 bilhões de execuções na mesma plataforma.

Esse fenômeno de transnacionalismo na Coreia do Sul é chamado "Hallyu", ou onda coreana, iniciada com o já citado o filme Shiri.

A exportação da cultura pop do país também é marcante com o K-Pop, a música popular coreana. Graças à internet, esse gênero musical se tornou o mais consumido em todo o mundo. Afinal, quem não conhece grupos como BTS e EXO?

Vale ressaltar que o termo Asia Rising também se refere a um festival de música transmitido ao vivo virtualmente, que já teve edições em 2020 e 2021. É uma iniciativa do coletivo de hip-hop 88rising, que reúne artistas asiáticos e teve a parceria da Netflix.

Para entender mais o fenômeno, vale acompanhar o documentário Asia Rising: The Next Generation of Hip Hop, que conta a trajetória meteórica de sucesso de artistas dessa parte do mundo.

Mas onde assistir filmes asiáticos?

Três amigos na sala assistindo filmes asiáticos na TV enquanto comem pipoca Três amigos na sala assistindo filmes asiáticos na TV enquanto comem pipoca

Com as plataformas de streaming, essa missão se tornou muito simples! Você pode ver os filmes na sua Smart TV, no celular, no tablet ou no computador. 

E para assinar um dos serviços que trazem essas produções, a dica é aproveitar o Vivo Selfie, o plano Pós da Vivo com muita internet. Com ele, você leva junto o seu serviço de streaming de vídeo favorito. Clique para conhecer os planos para cada plataforma:

Outra maneira de curtir esses e muitos outros filmes em qualquer dispositivo é baixando os apps de streaming pela Vivo App Store. Estão disponíveis:

Quais os melhores filmes asiáticos?

Essa é uma pergunta difícil de responder, pois a recente produção é muito diversa e de altíssima qualidade. No entanto, a Vivo preparou para você uma seleção de obras imperdíveis e disponíveis nas plataformas de streaming.

A serpente verde (Netflix)

Essa animação chinesa de 2021, dirigida por Jiakang Huang, é uma continuação de “A lenda da cobra branca”, de 2019. 

No filme, as irmãs Blanca e Verta são cobras-demônio que podem se transformar em humanos. Verta precisa resgatar sua irmã do inimigo Fahai, um matador de diabos. 

Cena do filme A Serpente Verde

The Box - No Ritmo do Coração (Telecine)

Dirigida por Yang Jeong Woong, a produção sul-coreana de 2021 traz o artista Ji Hoono que, apesar do talento musical, tem fobia de subir aos palcos. Em um momento, ele encontra o produtor Min Soo, que quer lançar sua carreira e ajudá-lo a superar seus medos.

Jo Dal-Hwan, Park Chanyeol (do grupo EXO) e Kim Ji Hyun são algumas das estrelas do elenco.

Cena do filme The Bo - No Ritmo do Coração

As fotos vazadas (Netflix)

Imagine perder uma bolsa de estudos porque alguém divulgou online fotos suas em uma festa? É o que acontece nesse filme de 2021. Quem passa por isso é Sur (Shenina Cinnamon), que vai investigar quem teria feito as imagens e o que ocorreu naquela noite.

A direção dessa produção de suspense originária da Indonésia é de Wregas Bhanuteja. O elenco traz também Chicco Kurniawan, Jerome Kurnia e Giulio Parengkuan.

Cartaz do filme As Fotos Vazadas

Pipeline: o grande roubo (Telecine)

Quer assistir a um filme sul-coreano de ação? Então, você não pode perder “Pipeline: o grande roubo”, de 2021. Com direção de Ha Yoo, conta a história de um plano pra lá de audacioso: os funcionários de uma refinaria resolvem roubar o petróleo que passa pelos canos subterrâneos, em uma operação bem arriscada.

O elenco é formado por Da-Bin Bae, Seo In-Guk e Lee Soo-Hyuk, entre outros. 

Cena do filme Pipeline O Grande Roubo

Din e o dragão genial (Netflix)

Essa animação chinesa de 2020, dirigida por Chris Appelhans e com a voz da estrela Jackie Chan, é ideal para ser vista em família. Na trama, o menino Din quer retomar o contato com uma amiga de infância. Ele pode estar perto de conseguir isso ao conhecer um dragão que realiza desejos.

Cartaz do filme Din e o Dragão Genial

No dia do seu casamento (Telecine)

A produção coreana de 2018 é uma boa sugestão para quem procura uma comédia romântica. Na trama, um homem recebe o convite de casamento da menina que foi seu primeiro amor, ainda na época da escola. A partir daí, ele começa a relembrar os momentos passados com ela e reflete sobre como isso influenciou o que eles são hoje.

A direção é de Lee Seok Geun, e o elenco traz Park Bo-young, Kim Young-Kwang, Kang Ki-Young e Eum Moon Suk. 

Cena do filme No Dia do seu Casamento

Segredos nas paredes (Netflix)

Nossa lista também tem produção tailandesa! “Segredos nas paredes”, de 2021, é uma história cercada de mistério e terror. A trama apresenta dois irmãos que encontram um buraco na parede na casa dos avós e descobrem segredos assustadores da família.

Wisit Sasanatieng é o diretor, e no elenco estão Sutatta Udomsilp, Nicole Theriault e Mac Nattapat.

Cartaz do filme Segredos nas Paredes

Seus olhos dizem (Netflix)

A produção japonesa, de 2020, conta a história de Akari, uma moça que sofreu um acidente e perdeu a visão. Ela conhece Rui, um ex-kickboxer que abandonou o trabalho na máfia. Eles só não imaginavam o que o destino preparava para o encontro dos dois.

Filme dirigido por Takahiro Miki, e com Yuriko Yoshitaka, Yokohama Ryusei e Kyôsuke Yabe no elenco.

Cena do filme Seus Olhos Dizem

Parasita (Telecine)

Realizado pelo diretor Bong Joon Ho, o longa sul-coreano ganhou em 2020 o Oscar de melhor filme, feito inédito para um longa não falado em inglês. 

A trama de suspense, com toques de terror e humor, retrata o encontro da família Kim, que vive em um porão e em condições muito ruins, com a família Park, rica e privilegiada. Os dois mundos entram em conflito quando os Kim decidem se infiltrar na vida e na mansão dos Park.

Cartaz do filme Parasita com alguns dos personagens principais

The Battleship Island (Amazon Prime)

A história se passa na época em que a Coreia era uma colônia japonesa. Na trama, centenas de trabalhadores tentam escapar de um navio de carvão, onde foram forçados a trabalhar, mas a fuga não vai ser nada fácil. 

A produção sul-coreana, de 2017, tem direção de Ryoo Seung-wan e elenco composto por Jung-Min Hwang, So Ji-Sub e Song Joong-Ki.

Cena do filme The Battleship Island

Para o outro lado (Amazon Prime)

A produção de 2015, do diretor japonês Kiyoshi Kurosawa, é um drama que mostra a história de Mizuki, professora de piano que ficou viúva há três anos. 

De maneira inesperada, Yusuke, marido de Mizuki, retorna de repente, como se ainda estivesse vivo, e a convida para uma viagem. A trama fala sobre perdão e nos faz repensar o sentido da vida.

Cartaz do filme Para o Outro Lado

Invasão zumbi (Netflix)

“Invasão zumbi”, de 2016, é um título sul-coreano de terror, dirigido por Yeon Sang-Ho. O enredo trata sobre a contaminação por um vírus que transforma as pessoas em zumbis. 

A história se passa em um trem, que vai para Busan, na Coreia do Sul, única cidade ainda protegida da epidemia. Na viagem, os passageiros precisam lutar pela sobrevivência.

Cena do filme Invasão Zumbi

Invasão Zumbi 2 (Telecine)

Na continuação de “Invasão Zumbi”, do mesmo diretor do filme original, humanos se organizaram para combater o exército de zumbis que assolou a península coreana, após o ataque do trem-bala, quatro anos antes.

Dong-won Gang, Do-Yoon Kim e Jung-hyun Lee fazem parte do elenco.

Cena do filme Invasão Zumbi

Sabor da Vida (Amazon Prime)

Se você quer conferir uma história que mescla drama com comédia, precisa assistir a “Sabor da vida”, de 2015. O filme, da diretora japonesa Naomi Kawase, mostra a trama de Sentaro, que é cozinheiro e tem uma padaria que comercializa dorayakis (doce tradicional japonês recheado com pasta de feijão).

À procura de uma ajudante para o negócio, ele encontra Tokue, uma idosa que tem muito talento para o trabalho e ajuda a padaria a prosperar. O filme retrata uma relação de respeito entre os dois, com mágoas do passado vindo à tona.

Cena do filme Sabor da Vida

Mulan (Disney+)

Dirigido por Niki Caro, foi lançado em 2020 e conta a história de Mulan, filha de um guerreiro da China. 

Quando o imperador recruta um homem de cada família para servir seu exército, a jovem resolve ir no lugar do pai doente. Assim, Mulan se disfarça de homem e mostra coragem para enfrentar os inimigos da nação em batalhas épicas.

Cena do filme Mulan

OKJA (Netflix)

Lançado em 2020, “Okja” é mais um filme do diretor Bong Joon Ho. A história se passa em Nova York, onde Lucy, CEO de uma grande companhia, apresenta uma espécie nova de animal, descoberta no Chile.

Na trama, 26 espécimes desse animal, chamado super-porco, são enviados para outros países. Após 10 anos, um concurso é realizado para descobrir qual é o melhor super-porco, mas a pequena Mija, que convive com um dos bichos, não quer perdê-lo por causa do concurso.

Cartaz do filme Okja

O clã das adagas (Amazon Prime)

A trama de ação se passa na China, na época da Dinastia Ming. Um oficial da polícia secreta imperial sofre uma traição e precisa provar que é inocente. Para isso, ele tem apoio de uma jovem e de outro colega policial.

Lançado em 2017, o filme é dirigido por Yang Lu e tem no elenco Chen Chang, Yang Mi e Zhang Yi.

Cartaz do filme O Clã das Adagas

O hospedeiro (Netflix)

“O hospedeiro”, de 2006, é mais uma produção do premiado diretor Bong Joon Ho. Se você gosta de terror e ficção científica, vai querer conferir a trama de um monstro que emerge de um rio na cidade de Seul.

A criatura, além de aterrorizar as pessoas, leva consigo uma menina. Dessa maneira, para resgatá-la, a família não tem outra saída a não ser enfrentar o temido monstro.

Cena do filme O Hospedeiro

A liga dos deuses (Netflix)

Lançado em 2016, o longa “A liga dos deuses” é uma produção de Hong Kong, dirigida por Koan Hui. No filme, acompanhamos a história do rei Zhou, que mostra sua tirania ao ser enfeitiçado por uma de suas concubinas que, na verdade, é o espírito Daji.

A história é baseada no livro Fengshen Bang e traz heróis mitológicos medievais chineses.

Cena do filme A Liga dos Deuses

A vingança de Maria (Netflix)

Chegou a vez de falarmos sobre uma grande produção filipina, dirigida por Pedring Lopez. Lançado em 2019, o filme apresenta a trama de Maria, assassina profissional, que não aceita finalizar uma missão do cartel para o qual trabalha.

Para dar início a uma nova vida longe do crime, a protagonista simula a própria morte e adota o nome Lilly. Entretanto, um dia ela é descoberta pelo cartel, que a persegue por considerá-la uma traidora.

Cartaz do filme A Vingança de Maria

Psychokinesis (Netflix)

Longa-metragem sul-coreano de 2018 dirigido por Yeon Sang-ho, “Psychokinesis” apresenta a história de um homem que passa a ter superpoderes, sem entender de onde vieram. 

Na trama, Roo-mi, filha do superpoderoso, passa por um período de luto, após perder a mãe. O pai decide usar as novas habilidades para ajudá-la, sem saber, no entanto, que elas podem acabar atrapalhando as coisas.

Cena do Psychokinesis

Agora, às telas!

E aí, tudo pronto para a descoberta do maravilhoso mundo dos filmes asiáticos? 

Como você deve ter notado, as produções pertencem a gêneros variados. Algumas foram premiadas, outras são sucessos mundiais, e todas apresentam alta qualidade técnica e algumas surpresinhas nas tramas. Ou seja: você não pode perder!

E para não deixar nenhum desses filmes e séries de fora da sua lista, conte com a Vivo. 

Aproveite as vantagens do Vivo Selfie para ter a sua plataforma favorita incluída na assinatura ou, se preferir, escolha seu serviço de streaming diretamente na Vivo App Store.

Até breve!

Leia também: