Você já deve ter convivido ou, pelo menos, ouvido falar — seja na época de escola, na roda de amigos e até mesmo em círculo familiar — sobre aquele “nerd que usa óculos fundo de garrafa e passa o dia lendo gibi, jogando ou na frente da TV vendo filmes e séries”, não é mesmo?

Saiba que esse estereótipo ficou no passado, quando a Cultura Geek ainda não estava tão em evidência quanto hoje em dia. Inclusive, talvez você até faça parte dela, mas ainda não se deu conta disso.

Quer se aprofundar mais no assunto e descobrir o que influenciou tantas gerações até chegar aos dias de hoje? O texto a seguir é ideal para tirar essas dúvidas. Portanto, continue com a gente e fique por dentro dessa cultura fascinante.

cultura geek cultura geek

O que é a Cultura Geek?

Há algumas décadas, o termo “nerd” era utilizado para se referir àquelas pessoas mais introvertidas, com mais dificuldade — ou menos vontade — de interação social e que dedicavam a maior parte do seu tempo estudando e devorando assuntos relacionados à tecnologia, cinema, leitura, jogos, ficção científica e afins. 

Com o tempo e o acesso à tecnologia cada vez mais fácil, essa cultura foi ganhando mais notoriedade, passando a conquistar adeptos de diferentes estilos e criando um sinônimo que hoje é conhecido como geek

Com isso, novos termos passaram a ser utilizados, tendências foram criadas, e não precisamos mais ser aquele “nerd raíz” para fazermos parte desse estilo de vida. 

Inclusive, a evolução foi tamanha que, atualmente, se você é um “nerd” das antigas, corre o risco de ser chamado de “cringe” — termo criado pela famosa Geração Z (grupo de pessoas nascido em meados da década de 1990 e 2000) para se referir a algo cafona, vergonhoso ou ultrapassado.

Geek é uma expressão criada a partir da palavra em inglês “fool” — que, em português significa bobo ou idiota —, que era justamente a maneira que a sociedade usava para se referir de maneira pejorativa a quem era considerado “nerd”, principalmente nas décadas de 1980 e 1990.

Porém, à medida que a tecnologia foi avançando e mais pessoas passaram a depender dela, tanto para se comunicar, quanto para se divertir, foi-se criando maior interesse por parte da população em explorar esse universo, que antes era restrito aos “nerds”. 

E ali nascia a Cultura Geek, que passou a ser uma categoria mais “light” e mais acessível, já que exigia menos critérios para que pudéssemos fazer parte dela. Inclusive, com o passar do tempo, subcategorias foram criadas, basta se encaixar em alguma delas para que seja considerado um geek.

Ela ganhou, também, uma data comemorativa: dia 25 de maio. Sua escolha foi justamente para homenagear um dos maiores lançamentos e ícones da Cultura Geek, que é a saga de filmes Star Wars, que estreou no mesmo dia, lá em 1977.

Confira a seguir algumas dessas subcategorias e veja se você está dentro de uma ou mais delas.

Imagem de uma mulher jogando videogame no computador. Imagem de uma mulher jogando videogame no computador.

Gamers

Os jogos eletrônicos e tudo que envolve esse universo, são muito conhecidos e consumidos desde sua criação. Esse tipo de entretenimento é um dos que mais coleciona fãs há décadas. 

Existem os mais saudosistas, que preferem consoles antigos — como o Atari, Super Nintendo, Master System etc. — e os que curtem os aparelhos mais atuais, considerados consoles da nova geração — como Playstation 5 (saudades, Play 2!), XBox X/S e Nintendo Wii.

Também existem os que não abrem mão de jogar no computador, utilizando placas de vídeo potentes, e ainda os que preferem utilizar o smartphone para se divertir onde estiver, com a grande variedade de games disponíveis atualmente.

Há também os que preferem o bom e velho jogo de tabuleiro, que podem ir desde uma partida de cartas — como o baralho ou o famoso Uno — até os mais bem elaborados, como as partidas de RPG, que podem durar dias e até semanas para serem concluídas.

LEIA MAIS:

Imagem de uma mulher asiática usando peruca azul e uma fantasia de personagem de desenho animado. Imagem de uma mulher asiática usando peruca azul e uma fantasia de personagem de desenho animado.

Otakus

Os “Otakus” são mundialmente conhecidos por serem aficionados pela cultura pop oriental. As pessoas que fazem parte dessa categoria dedicam grande parte do seu tempo a assistir animes, ler mangás e frequentar eventos voltados para esse estilo de vida.

Neste grupo, os fãs costumam utilizar roupas temáticas — com várias referências à cultura oriental — e participam frequentemente de eventos de cosplay (onde as pessoas vão fantasiadas de seu personagem favorito). Alguns são tão realistas que você se sente, de fato, dentro de um episódio de anime.

Imagem de pessoas em uma sessão de cinema. Imagem de pessoas em uma sessão de cinema.

Cinéfilos e Série-maníacos

Essas modalidades também vêm sendo bastante consumidas, principalmente nos últimos anos, quando as plataformas de streaming passaram a oferecer uma grande variedade de conteúdos digitais e até produções originais — tanto para o universo dos filmes quanto das séries.

Para quem curte aquele passeio mais tradicional, os cinemas ainda são a principal atração, pois as telonas e a ambientação proporcionam uma imersão mais intensa, se comparado a tela da TV, do computador ou tablet. Já para os adeptos das séries, a vantagem é poder contar com produções e tramas cada vez mais elaboradas, que chegam a durar anos antes de serem concluídas.

Imagem de uma mulher deitada no tapete usando um tablet. Imagem de uma mulher deitada no tapete usando um tablet.

Leitores

Também é uma categoria que tem voltado com tudo, muito em função das facilidades tecnológicas. Hoje, é possível que você ande com diversos títulos, sem precisar carregar um livro sequer. Isso é possível devido a equipamentos eletrônicos — como o Kindle — que proporcionam uma experiência bem próxima a de um livro.

Para quem é mais saudosista e faz questão de ter o livro físico nas mãos, inúmeros títulos ainda são lançados todos os dias e podem ser encontrados facilmente na internet por preços acessíveis.

Imagem de um homem ouvindo música com fones de ouvido. Imagem de um homem ouvindo música com fones de ouvido.

Amantes da música

Sim! Quem ama música também faz parte da Cultura Geek. E hoje você não precisa mais ter um estilo de música específico e seguí-lo como se fosse uma religião para ser integrado nesta categoria.


Porém, as “tribos” mais frequentadas dentro do universo geek musical e que estão em grande ascensão atualmente são o K-Pop e o Indie. Mas, não se preocupe, pois os outros estilos, como Rock, o Pop tradicional, Reggae, Dance, Eletrônica e outros nunca saíram de moda.

Vivo e Cultura Geek: Parceria de sucesso

A Vivo tenta contribuir da melhor maneira para a evolução da Cultura Geek, sempre oferecendo serviços digitais e internet de qualidade para proporcionar a melhor experiência possível para você geek ou fã dessa cultura.

A Internet Gamer de ultravelocidade da Vivo, por exemplo, garante uma excelente taxa, tanto de download quanto de upload, para que você e toda sua família possam utilizar simultaneamente, sem sofrer com travamentos, lentidão ou quedas na conexão.

E aí? Gostou de conhecer um pouco mais sobre a Cultura Geek? Com qual década você se identifica mais? 

Aproveite para conhecer nossos planos de internet, para desfrutar do conteúdo que apresentamos aqui. 

Até a próxima! 

Ver Também: