Depois de tantos anos tendo seu pet brincalhão e cheio de energia, chega um momento em que ele envelhece, o que exige cuidados especiais com a saúde do cachorro idoso e com sua qualidade de vida.

Apesar de ser algo natural, afinal nossos bichinhos envelhecem (de forma mais rápida que os humanos), muitos donos ficam perdidos na hora de identificar que o amigo de quatro patas está ficando senil. 

Outra dúvida é saber como se preparar para essa fase da vida do cãozinho, especialmente se você vai adotar um pet adulto.

Para esclarecer melhor como cuidar do seu cachorro idoso, preparamos este artigo. Continue a leitura, entenda como saber se o seu amigo está ficando velhinho, além dos melhores produtos para que ele possa ter mais saúde e conforto!

Imagem de um cachorro idoso deitado no chão enquanto toma sol Imagem de um cachorro idoso deitado no chão enquanto toma sol

Com qual idade o cachorro é considerado idoso?

Será que existe uma idade exata para saber que nosso amigo de quatro patas é idoso? Bem, não é tão simples assim, pois isso varia de acordo com a raça e porte do seu cão. 

Sabe aquela história que cada ano do cachorro equivale a sete anos dos humanos? Não passa de balela já que, com os avanços da medicina veterinária, é possível encontrar cães que superam os 15 ou 18 anos. E, nessa conta, os bichos chegariam a mais de 130 anos, o que não faz muito sentido, concorda?

Isso porque os cães têm um desenvolvimento bastante diferente dos humanos, crescendo muito rápido nos primeiros anos de vida. Então, como saber se o cachorro é idoso? 

Em linhas gerais, podemos considerar uma regra que ajuda a identificar se o seu amigão está na terceira idade. Para isso, leve em conta o porte dele:

  • Os de raça menor, com até 10 quilos, podem ser considerados velhinhos por volta de 10 anos;

  • Os de raça de tamanho intermediário atingem a fase senil, geralmente, a partir dos oito anos;

  • Os de raça de maior porte, acima de 22 kg, entram na fase de idoso antes, por volta dos sete anos.

Imagem de um cachorro idoso com uma bolsa de água quente na cabeça Imagem de um cachorro idoso com uma bolsa de água quente na cabeça

O que acontece quando o cachorro fica idoso?

Quando o cachorro está mais velho, ele pode mudar o comportamento. Então, se antes era mais animado na hora que você voltava para casa, para brincar e passear, pode ficar mais quieto em um canto. 

Mas, além disso, com o avançar da idade, o pet pode ter alterações no organismo, entre eles:

  • Parte cardiorrespiratória;

  • Sistema urinário;

  • Nos rins;

  • No fígado;

  • Mobilidade;

  • Visão;

  • Dentição e maxilar.


Quando o cãozinho entra na terceira idade, pode haver comprometimento de seu sistema imunológico, tornando-o mais suscetível a doenças. Ele também pode ter algumas dificuldades cognitivas, demorando mais para responder a comandos ou se perder com mais facilidade. Por isso, contar com as tecnologias do mundo pet para monitorá-lo pode ajudar nessa etapa.

Imagem de um cachorro idoso deitado na cama Imagem de um cachorro idoso deitado na cama

Como saber se o cachorro está ficando velho?

Mas, afinal, como é possível saber que o pet está idoso? Há diferentes sinais que os donos podem observar: um deles é o cachorro ficar mais parado e também dormir mais, demonstrando que tem menos energia do que antes. Além disso, é possível notar:

  • Aparecimento de pelos brancos, especialmente perto dos olhos;

  • Olhos sem brilho ou com coloração esbranquiçada;

  • Dificuldade para se levantar ou andar;

  • Dificuldade para enxergar;

  • Mau hálito;

  • Perda de apetite;

  • Quadros de tosse e respiração ofegante;

  • Perda de dentes e dificuldades para mastigar a ração.

Imagem de uma pessoa escovando os dentes de um cachorro idoso Imagem de uma pessoa escovando os dentes de um cachorro idoso

Com qual idade um cachorro começa a perder os dentes?

Entre os sinais que apontam que seu amigo de quatro patas está velhinho é a perda dentária. Porém, isso não é comum a todos os cachorros, então seu cão pode estar na fase senil e ainda ter o sorrisão completo.

Se, desde filhote, o pet tem alimentação adequada e faz a escovação (pelo dono e com profissionais), as chances de perda dentária são pequenas. Isso porque a queda dos dentes ocorre pelo excesso de placa bacteriana e, consequentemente, com a formação de tártaro. 

A falta de limpeza também pode levar a infecções, como a periodontite, o que também pode provocar a queda dos dentes.

No entanto, se o seu cachorro idoso perder um ou mais dentes, tenha cuidado especial com a alimentação, priorizando rações mais pastosas.

Qual é a idade máxima para uma cadela ter filhotes?

A idade máxima indicada para cadelas procriarem é de até seis anos, ou, no máximo, sete anos para raças menores. 

Depois dessa idade, ela ainda está fértil (apesar do intervalo entre um cio e outro ser maior), porém a gestação pode trazer riscos para a saúde.

Como cuidar de um pet idoso?

Um aspecto importante para cuidar do seu bichinho que está com idade avançada é a compreensão. Muitas vezes, esperamos que ele mantenha o comportamento que sempre teve, mas, na velhice, tende a ficar mais cansado e sonolento. Veja a seguir outras dicas:

Faça adaptações para o pet

Entenda que pode haver problemas de locomoção com o cão idoso, por isso deixe o pote de ração e bebedouro mais próximos da casinha ou da caminha dele. Veja alguns produtos legais que podem te ajudar:

Cama London Fábrica Pet

Imagem da cama de cachorro London Fabrica Pet Imagem da cama de cachorro London Fabrica Pet

Deixe seu amigão confortável com uma cama macia, que tem enchimento de fibra siliconizada. 

Além de uma estampa cheia de estilo, tem ainda zíper na lateral para que você possa lavar o forro com facilidade.

Comedouro e Bebedouro Dual Pet

Imagem de um comedouro e bebedouro Imagem de um comedouro e bebedouro

Deixe a ração e água do seu pet em um único local. Com esse comedouro e bebedouro, seu cão pode se alimentar e ter água fresquinha sempre que quiser.

Casinha Para Cachorro - Telhado Galvanizado

Imagem de uma casinha de cachorro de madeira, com paredes vermelhas e telhado branco Imagem de uma casinha de cachorro de madeira, com paredes vermelhas e telhado branco

Você vai deixar seu cão idoso confortável e protegido com a casinha de madeira de pinus e acabamento em pintura epóxi. 

Seu telhado é em aço galvanizado, oferecendo bem-estar ao seu bichinho tanto em dias de sol quanto em períodos de chuva.

Tenha atenção especial com a alimentação do cão

Uma das grandes mudanças com o bichinho mais velho é a dificuldade na mastigação. Desse modo, o ideal é procurar rações mais pastosas ou ainda com nutrientes indicados para essa fase de vida do animal, como:

Ração Royal Canin Cães Medium Ageing 10+

Imagem de um saco de ração da Royal Canin para cães idosos Imagem de um saco de ração da Royal Canin para cães idosos

Indicada para cães com peso entre 11 kg e 25 kg com 10 anos ou mais, essa ração Royal Canin contém EPA e DHA e um complexo de antioxidantes para combater os radicais livres. Tem o diferencial de cuidar da saúde dos ossos, articulações e pele do seu amigo de quatro patas.

Ração Úmida Pet Delícia Cães Sênior

Imagem de uma ração enlatada para cachorros idosos Imagem de uma ração enlatada para cachorros idosos

Para o seu pet velhinho se manter saudável, nada melhor que uma ração que preserva os nutrientes naturais dos alimentos. 

A ração Pet Delícia é úmida e tem proteínas importantes, como frango, ovo e moela, além de colágeno para os cuidados dos ossos e outras vitaminas.

Ração N&D Ancestral Grain Cães Sênior Mini Frango

Imagem de um saco de ração da Ned Ancestral para cães idosos Imagem de um saco de ração da Ned Ancestral para cães idosos

Para cães de raças mini e pequenas, a partir de oito anos, a ração N&D é um alimento completo, pois contém ingredientes com nutrientes importantes para essa fase da vida do pet. Além do diferencial de não ter transgênicos, corantes e aromatizantes artificiais na composição.

Continue com os passeios

Em relação aos passeios com o cão, o indicado é continuar, porém sempre respeitando os limites do pet e priorizando os horários mais frescos. Para isso, conte com acessórios de qualidade que deixem o pet confortável, como:

Coleira Peitoral Cães e Gatos Emporium Distripet Tigre Laranja

Imagem de uma coleira peitoral para cães com estampa de tigre Imagem de uma coleira peitoral para cães com estampa de tigre

Faça o passeio com segurança e conforto com a coleira peitoral, fabricada em tecido poliéster, que vem com uma guia. O acessório tem alta resistência e é fácil de lavar.

Faça o acompanhamento da saúde do seu amigo

Imagem de uma veterinária examinando um cachorro idoso Imagem de uma veterinária examinando um cachorro idoso

Por fim, o ideal é realizar visitas ao veterinário com mais frequência e procurar o profissional se o cão estiver com respiração ofegante, com algum desconforto, emagrecendo ou quando estiver há muito tempo sem se alimentar.

Com as informações para oferecer o melhor para o seu cachorro idoso, você pode cuidar do jeito certo do seu amigão. 

É uma fase delicada, mas, ao oferecer um suporte maior para o seu pet conforme as necessidades dele, além de dar muito carinho, ele vai ter qualidade de vida e se sentirá feliz.

Busca facilidade na hora de comprar produtos para o seu bicho de estimação? Vem direto para a Loja da Vivo.

Até a próxima! 

LEIA MAIS: